Quem é o meu outro? Mundo e outro na relação entre fenomenologia e filosofia da libertação: repensando a educação metodista no Brasil

  • Luiz Eduardo Prates da Silva Universidade Metodista de São Paulo
Palavras-chave: Mundo, Outro, Totalidade, Educação Metodista.

Resumo

Este trabalho é fruto da disciplina “Hermenêutica e Educação: da fenomenologia da imaginação à imaginação hermenêutica na educação”, 1º semestre de 2015, dirigida pelo Prof. Dr. Rui de Souza Josgrilberg, no Programa de Pós-Graduação em Educação, na Universidade Metodista de São Paulo. Procura relacionar temas da Fenomenologia e da Filosofia da Libertação com a reflexão sobre a educação patrocinada pelos/as metodistas no Brasil, especialmente nos primeiros anos de sua implantação, a partir de 1881. Conclui que, ao não visualizarem na realidade brasileira um ‘mundo’ diferente daquele que trouxeram da sua origem norte-americana e ao não se abrirem ao Outro representado pelo ‘rosto interpelante’ do povo brasileiro e a possibilidade de uma ‘totalidade’ outra, os missionários e missionárias norte-americanos enviados ao Brasil pela Igreja Metodista Episcopal do Sul dos Estados Unidos, no último quartel do séc. XIX, fizeram parte do processo de implantação da dominação imperialista dos Estados Unidos da América no Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luiz Eduardo Prates da Silva, Universidade Metodista de São Paulo
Doutor em Teologia pela EST - São Leopoldo-RS e doutorando em Educação pela Universidade Metodista de São Paulo.
Publicado
2016-07-26
Como Citar
Silva, L. (2016). Quem é o meu outro? Mundo e outro na relação entre fenomenologia e filosofia da libertação: repensando a educação metodista no Brasil. Cadernos CERU, 27(1), 66-78. Recuperado de http://www.periodicos.usp.br/ceru/article/view/117711
Seção
Dossiê Amazônia