Educação, trabalho e concentração urbana no Parque Tecnológico de Campinas, estado de São Paulo

  • Débora Mazza Universidade Estadual de Campinas
Palavras-chave: Educação, Trabalho, Cidades, Mobilidade.

Resumo

O trabalho analisa o Parque Tecnológico de Campinas denominado de Região do Conhecimento. Autores têm destacado a importância das cidades como centros de produção, circulação e consumo de bens e coordenação, controle e prestação de serviços para a economia global. Elas têm se configurado como territórios que permitem observar as dinâmicas econômicas, sociais e políticas. Em sintonia com esta perspectiva, o governo do Estado de São Paulo, desde 2008, tem investido em políticas de indução e expansão de polos com afinidades produtivas. O artigo persegue o tipo de relações que se entretecem entre as políticas de industrialização e urbanização que dinamizam os polos de atração, fixação e expulsão dos coletivos que vivem na região de Campinas e como a variável educacional comparece neste feixe de relações.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Débora Mazza, Universidade Estadual de Campinas
Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação, Departamento de Ciências Sociais e Educação
Publicado
2016-07-26
Como Citar
Mazza, D. (2016). Educação, trabalho e concentração urbana no Parque Tecnológico de Campinas, estado de São Paulo. Cadernos CERU, 27(1), 79-94. Recuperado de http://www.periodicos.usp.br/ceru/article/view/117713
Seção
Dossiê Amazônia