Caleidoscópio da memória: a educação anarquista redescoberta no arquivo João Penteado

  • Doris Accioly e Silva Universidade de São Paulo; Faculdade de Educação; Centro de Memória da Educação
  • Luciana Eliza dos Santos Universidade de São Paulo; Faculdade de Educação; Programa de Pós-Graduação em Educação
Palavras-chave: Educação anarquista, Arquivo João Penteado, Pedagogia Libertária

Resumo

O presente artigo visa divulgar resultados preliminares do trabalho de pesquisa realizado no Centro de Memória da Educação da FEUSP com base no arquivo, recém organizado, do educador anarquista brasileiro João Penteado, importante personagem da experiência brasileira das escolas modernas. Estas se espelharam nas homônimas espanholas, criadas no início do século XX pelo educador anarquista Francisco Ferrer Y Guardia, que foi morto por razões políticas em 1909, na Espanha. As Escolas Modernas ou Racionalistas constituem relevante contribuição à pedagogia libertária mundial e são inseparáveis do conjunto das práticas ácratas, em pleno vigor naquele momento histórico e cujo horizonte é a autogestão da vida social em todas as suas dimensões.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Doris Accioly e Silva, Universidade de São Paulo; Faculdade de Educação; Centro de Memória da Educação

Professora Doutora da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo e pesquisadora do Centro de Memória da Educação da FEUSP

Luciana Eliza dos Santos, Universidade de São Paulo; Faculdade de Educação; Programa de Pós-Graduação em Educação

Mestre do Programa de Pós-Graduação em Educação da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (FEUSP), pesquisadora do Centro de Memória da Educação da FEUSP

Publicado
2009-06-01
Como Citar
Silva, D., & Santos, L. (2009). Caleidoscópio da memória: a educação anarquista redescoberta no arquivo João Penteado. Cadernos CERU, 20(1), 113-128. https://doi.org/10.1590/S1413-45192009000100007
Seção
Dossiê Amazônia