De volta à Fazenda mágica: narrativas de tempo, memória e lugar entre mulheres provenientes de áreas rurais

  • João Paulo Ferreira UFSCar

Resumo

Este trabalho objetivou investigar as narrativas orais de mulheres provenientes de áreas rurais, recolhendo relatos e histórias sobre a vida na Fazenda Guatapará. Como objetivos específicos visou: (a) discutir se, e como, as narrativas orais convergem ou se desagregam nas tramas das memórias produzidas, (b) analisar as fotografias da fazenda em conjunto com as rememorações e (c) contrastar as narrativas apresentadas pelas interlocutoras a fim de problematizar suas continuidades e rupturas. A amostra foi composta por quatro mulheres com idade entre 85 e 95 anos, residentes na zona rural de uma cidade de pequeno porte no interior do Estado de São Paulo. Os resultados obtidos permitiram perceber aproximações entre as memórias individuais e coletivas, situando a fazenda como lugar-comum de pertencimento e reconhecimento das trajetórias das personagens.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Paulo Ferreira, UFSCar

Mestre em sociologia pela Universidade Federal de São Carlos – UFSCar. Doutorando em sociologia pela mesma instituição, sob orientação do Professor Dr. Richard Miskolci. Vice-coordenador do Núcleo de Pesquisa Aplicada em Gerontologia e Envelhecimento (NuPAGE) e membro do Quereres – Núcleo de Pesquisa em Diferenças, Gênero e Sexualidade.

Publicado
2018-12-31
Como Citar
Ferreira, J. P. (2018). De volta à Fazenda mágica: narrativas de tempo, memória e lugar entre mulheres provenientes de áreas rurais. Cadernos CERU, 29(2). Recuperado de http://www.periodicos.usp.br/ceru/article/view/155318
Seção
Artigos