SUCESSÃO GERACIONAL NO SINDICATO: RECONFIGURANDO A MILITÂNCIA POLÍTICA. O CASO DOS METALÚRGICOS DO ABC

  • Kimi Tomizaki Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Sindicalismo, ABC Paulista, Herança política, Biografia coletiva de sindicalistas

Resumo

A herança política do movimento operário do ABC, como todas as outras, envolve elementos materiais e simbólicos, bem como um delicado problema de sucessão. Essa herança pode ser problematizada pelo menos em duas dimensões: a primeira diz respeito à herança política mais ampla, da categoria como um todo; a segunda dimensão, por sua vez, se refere, especificamente, ao movimento sindical, ou seja, trata-se da herança dos sindicalistas metalúrgicos do ABC (que envolve desde a direção do SMABC até as disputas em torno das práticas e concepções políticas dessa entidade). Neste artigo pretende-se discutir a segunda dimensão dessa herança, qual seja, o processo de constituição e transmissão de um conjunto de práticas políticas próprias ao sindicalismo do ABC paulista e seus efeitos sobre a formação de diferentes gerações de lideranças dessa categoria. Os dados que serão apresentados foram coletados no âmbito de um projeto de pesquisa desenvolvido entre 2011 e 2013, cujos objetivos centrais eram (i) analisar os processos por meio dos quais determinados membros da categoria metalúrgica se tornaram diretores do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC (SMABC) entre os anos de 1972 e 2002 e (ii) constituir uma biografia coletiva ou uma prosopografia do grupo em questão, ao longo dessas três importantes décadas do movimento sindical brasileiro. Para dar conta das  diferentes dimensões envolvidas no fenômeno da militância política operária, esta pesquisa foi concebida como um estudo prosopográfico, seguido de um estudo biográfico com os sindicalistas que representaram diferentes  modalidades de carreira política”

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Kimi Tomizaki, Universidade de São Paulo
Kimi Tomizaki é professora da Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo (FEUSP)
Como Citar
Tomizaki, K. (1). SUCESSÃO GERACIONAL NO SINDICATO: RECONFIGURANDO A MILITÂNCIA POLÍTICA. O CASO DOS METALÚRGICOS DO ABC. Cadernos CERU, 24(2), 65-88. Recuperado de http://www.periodicos.usp.br/ceru/article/view/87208
Seção
Dossiê Amazônia