O PROJETO DE REESTRUTURAÇÃO DO TRABALHO JORNALÍSTICO NA FOLHA DE S. PAULO: RACIONALIDADE E GERENCIAMENTO

  • Michelle Roxo de Oliveira Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas (FIAM-FAAM)
Palavras-chave: Racionalização, Reestruturação do trabalho, Jornalismo, Folha de São Paulo

Resumo

O texto avalia o processo de organização racional e gerenciamento do trabalho jornalístico levado adiante pela Folha de S. Paulo, na década de 1980, com a implantação do chamado Projeto Folha. Discute, a partir deste caso, influências do paradigma taylorista e de novos modelos de organização do trabalho no contexto jornalístico, sugerindo pontos de interseção entre o diagnóstico aplicado pela sociologia do trabalho a processos de produção industriais e a empresa jornalística. A intensificação do controle sobre o trabalho; a tentativa de estabelecer um processo produtivo padronizado e disciplinado, com regras rígidas no espaço da redação; e certa desvalorização do saber/fazer tradicional do trabalhador são alguns dos aspectos pontuados ao longo do artigo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Michelle Roxo de Oliveira, Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas (FIAM-FAAM)

Jornalista, professora do Centro Universitário FIAM-FAAM, doutora em Comunicação pela Universidade
Federal Fluminense (UFF).

Como Citar
Oliveira, M. (1). O PROJETO DE REESTRUTURAÇÃO DO TRABALHO JORNALÍSTICO NA FOLHA DE S. PAULO: RACIONALIDADE E GERENCIAMENTO. Cadernos CERU, 24(2), 159-179. Recuperado de http://www.periodicos.usp.br/ceru/article/view/87212
Seção
Dossiê Amazônia