Níquel Nausea vai a escola: usos dos quadrinhos em sala de aula

  • Alan Bonner da Silva Costa Universidade Federal Fluminense
  • Edson Pereira da Silva Universidade Federal Fluminense. Instituto de Biologia
Palavras-chave: quadrinhos, mídia, teoria evolutiva, ferramentas didáticas, ensino de ciências.

Resumo

As histórias em quadrinhos (HQs) são mídias de grande influência na sociedade moderna. Contudo, o uso pedagógico deste material é polêmico. A revista Níquel Náusea, um quadrinho underground brasileiro, traz em suas páginas temas como evolução biológica, genética e criacionismo, tratados com humor, ironia e sarcasmo, características marcantes desta vertente dos quadrinhos. Neste trabalho, são discutidos os usos didáticos potenciais de uma história em quadrinhos específica (nas tiras da Níquel Náusea) no ensino de um conteúdo escolar com fortes implicações sociais: a teoria da evolução biológica. Também são apontados possíveis direcionamentos para os usos de histórias em quadrinhos em sala de aula.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alan Bonner da Silva Costa, Universidade Federal Fluminense
Licenciado em Ciências Biológicas, professor do ensino médio da rede privada do Rio de Janeiro e integrante do Laboratório de Genética Marinha e Evolução-UFF, onde desenvolve pesquisas em Genética Marinha e Ensino de Biologia.
Edson Pereira da Silva, Universidade Federal Fluminense. Instituto de Biologia
PhD em Genética, professor adjunto do Instituto de Biologia (Departamento de Biologia Marinha) da Universidade Federal Fluminense e chefe do Laboratório de Genética Marinha e Evolução-UFF, onde são desenvolvidas as linhas de pesquisa Genética Marinha, Evolução dos Padrões de Biodiversidade, Ensino e Epistemologia e História das Ideias.
Publicado
2014-09-22
Como Citar
Costa, A., & Silva, E. (2014). Níquel Nausea vai a escola: usos dos quadrinhos em sala de aula. Comunicação & Educação, 19(2), 27-38. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9125.v19i2p27-38