La «Cortegiania» e la «Cortesana Filosofia»: B. Castiglione e B. Gracián

  • Maria Teresa Ricci Université François Rabelais - CESR – Tours
Palavras-chave: Baldassare Castiglione, Cortigiano, cortigiania, Gracián, filosofia cortesana

Resumo

Este artigo estabelece uma comparação entre a cortigiania, ou seja, a filosofia do comportamento refinado do homem cortês proposta pelo texto Il cortigiano de Baldassare Castiglione, e a cortesana filosofia presente em toda a obra de Gracián. Esses dois autores, que viveram em países e lugares diferentes, têm princípios filosóficos, antropológicos e religiosos bem distintos. Diferenciam-se seja do ponto de vista literário seja pela abordagem teórica. O primeiro oferece um novo modelo social de comportamento relacionado com a estrutura particular da corte no começo da época moderna; o segundo propõe-se, explicitamente, criar um «prodígio», um homem «artificial» que saiba enfrentar a realidade inganosa, que saiba sobreviver em um mundo hostil. Ele anuncia, em certo sentido, a passagem da sociedade tradicional das ordens, em que cada um tem desde seu nascimento um lugar garantido, para a «individualidade abstrata»

Biografia do Autor

Maria Teresa Ricci, Université François Rabelais - CESR – Tours
É mestre em filosofia e doutora em literatura comparada. Docente de língua e literatura italianas na Université François Rabelais - CESR – Tours, França. Pesquisadora associada do Centre d’Études Supérieures de la Reinassance, seus interesses de pesquisa são, principalmente, a literatura e o pensamento e a sociedade italiana dos séculos XVI e XVII; o homem da corte, a sociedade cortesã e os tratados de corte na Itália e na Europa dos séculos XVI e XVII. Entre suas publicações, destacam-se Figures et langages de la marginalité aux XVIe et XVIIe siècle (2013) e Du cortegiano au discreto. L’homme accompli chez Baldassar Castiglione et Baltasar Gracián. Pour une contribution à l’histoire de l’honnête homme (2009)
Publicado
2013-06-07
Como Citar
Ricci, M. T. (2013). La «Cortegiania» e la «Cortesana Filosofia»: B. Castiglione e B. Gracián. Revista De Italianística, (25), 36-50. https://doi.org/10.11606/issn.2238-8281.v0i25p36-50
Seção
Não definida