Duas novelas do Decameron

  • Lucia Strappini Università per gli Stranieri di Siena
Palavras-chave: Decameron, paródia, trágico, cômico

Resumo

A leitura aqui proposta do Decameron concentra-se especificamente em duas novelas: a primeira e a décima da quarta jornada (IV, 1 e IV, 10), que apresentam muitos pontos de interesse pela trama, pela caracterização dos personagens e pelos temas centrais da narrativa, fundada na conjunção e complementaridade de trágico e cômico como traços máximos e significantes da aventura humana sob todos os aspectos

Biografia do Autor

Lucia Strappini, Università per gli Stranieri di Siena
É docente titular de literatura italiana da Università per Stranieri de Siena. Publicou, entre outros, La classe dei colti (1970), Le cose e le figure negli Indifferenti di Moravia (1976), um volume de Scritti e discorsi letterari di E. Corradini (1980), Scrittori e critici di fine Ottocento (1992), La tragedia del buffone (2003). Está entre os colaboradores da Letteratura Italiana Einaudi, coordenada por A. Asor Rosa e do Dizionario Biografico degli Italiani, do Istituto da Enciclopedia Italiana Treccani. Dirigiu e organizou as atas do Congresso sobre a Italianística na América Latina e dois volumes de antologias dedicados, respectivamente, à narrativa e à poesia italiana do século XX, com notas voltadas aos leitores estrangeiros, Il senso narrante (2008) e Tempi di versi (2010). A professora foi também Pró-reitora de relações internacionais da Università per Stranieri de Siena e colaboradora dos programas culturais da Rai.
Publicado
2015-06-12
Como Citar
Strappini, L. (2015). Duas novelas do Decameron. Revista De Italianística, (29), 179-189. https://doi.org/10.11606/issn.2238-8281.v0i29p179-189
Seção
Não definida