A língua e a literatura italianas na modernidade: um diagnóstico Leopardiano

  • Gisele Batista da Silva Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ
Palavras-chave: Giacomo Leopardi, romantismo italiano, questione della lingua, literatura italiana

Resumo

Este artigo apresenta alguns pontos de discussão acerca da análise leopardiana sobre a situação da língua e da literatura italianas na modernidade, destacando suas ponderações a respeito da relação necessária dessas atividades com as ilusões e a felicidade dos antigos, assim como sua crítica às limitações da razão iluminista.

Biografia do Autor

Gisele Batista da Silva, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ
Doutora em Literatura Italiana pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), mestre em Didattica e promozione della lingua e cultura italiane a stranieri pela Università Ca’ Foscari (Veneza) e mestre em Literatura Brasileira pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Atualmente é professora substituta de Língua Italiana na UFRJ.
Publicado
2016-06-10
Como Citar
Silva, G. (2016). A língua e a literatura italianas na modernidade: um diagnóstico Leopardiano. Revista De Italianística, (31), 19-27. https://doi.org/10.11606/issn.2238-8281.v0i31p19-27
Seção
Artigos