Contatti e contagi, poesia italiana in Brasile : nuove testualità

  • Patrícia Peterle Universidade Federal de Santa Catarina
Palavras-chave: contatos, poesia brasileira, poesia italiana, tradução literária

Resumo

Entre a cultura italiana e a brasileira há muitos casos de novas textualidades ou “fenômenos de hibridização”. No que diz respeito às relações literárias, o mapeamento da cartografia destes contatos e contágios é complexa, produzindo novas reescrituras a partir da literatura italiana traduzida no Brasil.

Biografia do Autor

Patrícia Peterle, Universidade Federal de Santa Catarina
Professora de Literatura Italiana na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Possui pós-doutorado em História pela UNESP e em Poesia Italiana pela Università di Genova. Pesquisadora do CNPq. Trabalha principalmente com os seguintes temas: literatura italiana moderna e contemporânea, Categorias do contemporâneo, Biopolítica, Políticas do (in)comum, arqueologia. Autora de vários ensaios em revistas nacionas e internacionais, mais recentemente publicou no limite da palavra: percursos pela poesia italiana (2015, 7Letras), co-organizadora de O homem e os animais: contemporaneidades em Umberto Saba, e tradutora dos volumes de poesia Ablativo e Páscoa de neve de Enrico Testa, Pilatos e Jesus e O mistério do mal de Giorgio Agamben, O menininho de Giovanni Pascoli. Autora do livro no limite da palavra, dedicado à poesia italiana do século XX. Co-editora da revista Mosaico.
Publicado
2017-10-31
Como Citar
Peterle, P. (2017). Contatti e contagi, poesia italiana in Brasile : nuove testualità. Revista De Italianística, (33), 25-32. https://doi.org/10.11606/issn.2238-8281.v0i33p25-32
Seção
Artigos