O Parâmetro do Sujeito Nulo: Confronto entre o Italiano e o Português do Brasil

  • Priscila Nogueira da Rocha Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Annita Gullo Universidade Federal do Rio de Janeiro

Resumo

Este artigo apresenta um resumo da dissertação de mestrado, realizada sob a orientação de Gullo, que descreve os resultados obtidos em uma pesquisa realizada com aprendizes de italiano. O presente trabalho busca contribuir para a compreensão de como se processa a influência da Língua Materna na aprendizagem do sujeito nulo em Italiano como Língua Estrangeira (ILE) por estudantes brasileiros em contexto artificial (sala de aula). Consideramos, inicialmente, que os aprendizes têm particular dificuldade em internalizar valores paramétricos que sejam divergentes daqueles de sua língua materna(LM), como é o caso particular do Parâmetro pro-drop, objeto de estudo desta pesquisa. O corpus utilizado para a análise, constituído pela pesquisadora, consta da fala de oito informantes em diferentes níveis de escolaridade. Parte-se da hipótese de que com o avanço na fluência, a ocorrência de sujeito nulo aumente, tendo valores semelhantes aos da língua-alvo (um sistema [+sujeito nulo]). Embora haja uma predominância de sujeitos nulos, os resultados não confirmam nossa hipótese, indicando que os aprendizes apresentam influência da língua materna mesmo nos estágios mais avançados, mostrando que o grau de escolaridade não é o fator determinante para a realização do sujeito.

Biografia do Autor

Priscila Nogueira da Rocha, Universidade Federal do Rio de Janeiro
Mestre em Língua italiana sobre a orientação da Prof. Annita Gullo e comcoorientação de Maria Eugenia Lamoglia Duarte na UFRJ, no ano de 2008. Professora de línguaitaliana.
Publicado
2009-12-30
Como Citar
Rocha, P., & Gullo, A. (2009). O Parâmetro do Sujeito Nulo: Confronto entre o Italiano e o Português do Brasil. Revista De Italianística, (18), 105-121. https://doi.org/10.11606/issn.2238-8281.v0i18p105-121
Seção
Artigos