Aqueles Trens Vindos do Sul

  • Mariarosaria Fabris Universidade de São Paulo

Resumo

Como Luchino Visconti em Rocco e seus irmãos (1960), em Assimé que se ria (1998), Gianni Amelio faz explodir na tela os sentimentosde emigrantes do Sul da Itália que levam para as grandes cidades do Norteindustrializado sua fala e seus costumes. Num filme marcado pelas elipsesnarrativas e pela ambiguidade da trama e das personagens, Amelio focalizaos primeiros anos da migração interna, quando os italianos se descobrem diferentesentre si.

Biografia do Autor

Mariarosaria Fabris, Universidade de São Paulo
Professora aposentada da Universidade de São Paulo, onde atuou na Área de Língua e Literatura Italianas (DLM/FFLCH). Doutora em Artes (Cinema) pela ECA/USP, é autora de Nelson Pereira dos Santos: um olhar neo-realista? (1994) e O neo-realismo cinematográfico italiano: uma leitura (1996). Organizou a edição dos catálogos Esplendor de Visconti (2002) e Roberto Rossellini: do cinema e da televisão (2003) para o Centro Cultural São Paulo. Foi Presidente da SOCINE, para a qual coordenou, junto com outros autores, a publicação de cinco volumes (de 2003 a 2005 e em 2009). Textos de sua autoria foram publicados em vários periódicos e em obras coletivas no Brasil e no exterior.
Publicado
2009-12-30
Como Citar
Fabris, M. (2009). Aqueles Trens Vindos do Sul. Revista De Italianística, (18), 195-214. https://doi.org/10.11606/issn.2238-8281.v0i18p195-214
Seção
Artigos