O Leite da Pedra: A Idealização da América, a Partir da Câmera de Três Cineastas Italianos: Giuseppe Tornatore, Irmãos Taviani, Emanuele Crialese

  • Maria Célia Martirani Bernardi Fantin Universidade de São Paulo

Resumo

O presente estudo visa propor uma reflexão sobre oconceito de América idealizada, especialmente, a partir do início doséculo XX, em que as levas migratórias italianas, iludidas com a visãoparadisíaca da Nova Terra, partiam com a esperança de reconstruiruma vida digna, em que a fome, o abandono e a miséria da terra natalfossem esquecidos. Nesse intuito, buscaremos analisar as dimensõesque a partida da Itália em direção à América parece assumir, emparticular, sob a ótica de três cineastas italianos contemporâneos:Giuseppe Tornatore, Irmãos Taviani, Emanuele Crialese.

Biografia do Autor

Maria Célia Martirani Bernardi Fantin, Universidade de São Paulo
Escritora e pesquisadora. Mestre, autora da Dissertação: FANTIN, M. C. A arte de narrar em Alessandro Baricco: à procura do velho narrador que habita em cada um de nós. 2008. 145 f. Dissertação (Mestrado em Literatura Italiana) – Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas da USP, São Paulo, 2008. Autora dos livros de contos: Recontando. São Paulo: EDICON, 1993 e Para que as árvores não tombem de pé/ Affinché gli alberi noncadano in piedi. Curitiba: Travessa dos Editores, 2008.
Publicado
2009-12-30
Como Citar
Fantin, M. C. (2009). O Leite da Pedra: A Idealização da América, a Partir da Câmera de Três Cineastas Italianos: Giuseppe Tornatore, Irmãos Taviani, Emanuele Crialese. Revista De Italianística, (18), 179-193. https://doi.org/10.11606/issn.2238-8281.v0i18p179-193
Seção
Artigos