Práticas educativas grupais na atenção básica: padrões de interação entre profissionais, usuários e conhecimento

  • Maria Flavia Gazzinelli Universidade Federal de Minas Gerais; School of Nursing; Universidade Federal de Minas Gerais
  • Vania de Souza Universidade Federal de Minas Gerais; School of Nursing; Universidade Federal de Minas Gerais
  • Rosa Maria Godoy Serpa da Fonseca Universidade de São Paulo; Department of Community Healthcare Nursing; School of Nursing; Universidade de São Paulo
  • Marconi Moura Fernandes Universidade Federal de Minas Gerais; School of Nursing; Universidade Federal de Minas Gerais
  • Angélica Cotta Lobo Leite Carneiro Universidade de Juiz de Fora; Governador Valadares
  • Luanna Kelen Godinho Universidade Federal de Minas Gerais; School of Nursing; Universidade Federal de Minas Gerais

Resumo

OBJETIVO Investigar a concepção de profissionais da Estratégia Saúde da Família (ESF) em relação ao conhecimento, à educação e aos sujeitos que participam de ações pedagógicas. MÉTODO Estudo qualitativo realizado com profissionais da ESF, de nível superior, integrantes da equipe de assistência e que realizaram ações educativas grupais de saúde em Unidades Básicas de Saúde (UBS) de Belo Horizonte. Utilizou-se a triangulação das técnicas: observação participante, fotografia e diário de campo; entrevista com os profissionais; e análise documental. RESULTADOS Identificaram-se três padrões de interação, diferentes entre si. No primeiro, o profissional questiona, ouve e fornece informações aos usuários, acreditando na transmissão de conhecimentos; no segundo, questiona e ouve, confiando que os usuários aprendem uns com os outros; no terceiro, questiona, ouve, problematiza e produz conhecimentos com os usuários, ambos ensinando e aprendendo. CONCLUSÃO Há práticas educativas que incluem métodos singulares capazes de se transformar em espaço de militância em favor da cidadania.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2015-04-01
Como Citar
Gazzinelli, M., Souza, V., Fonseca, R., Fernandes, M., Carneiro, A., & Godinho, L. (2015). Práticas educativas grupais na atenção básica: padrões de interação entre profissionais, usuários e conhecimento . Revista Da Escola De Enfermagem Da USP, 49(2), 284-291. https://doi.org/10.1590/S0080-623420150000200014
Seção
Artigos Originais