Anatomia normal da radiografia de tórax

  • Danilo Tadao Wada Universidade de São Paulo. Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Centro de Ciências das Imagens e Física Médica, Ribeirão Preto (SP), Brasil https://orcid.org/0000-0002-6433-4849
  • José Antonio Hiesinger Rodrigues Universidade de São Paulo. Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Centro de Ciências das Imagens e Física Médica, Ribeirão Preto (SP), Brasil
  • Marcel Koenigkam Santos Fundação de Apoio ao Ensino, Pesquisa e Assistência do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FAEPA), Ribeirão Preto (SP), Brasil https://orcid.org/0000-0002-7160-4691
Palavras-chave: Radiografia Torácica, Tórax, Anatomia

Resumo

A radiografia simples do tórax permite identificar um conjunto de estruturas e órgãos, incluindo os elementos da parede torácica (ossos e partes moles), cavidades pleurais, vias aéreas, hilos pulmonares, vasculatura pulmonar, mediastino, coração, aorta e pulmões direito e esquerdo. Este artigo visa abordar as principais representações das estruturas anatômicas contempladas pela radiografia de tórax através de um texto programado com exemplos e ilustrações baseadas em exames de nosso serviço. Inicialmente, é preciso atentar para a técnica, características do paciente e variantes anatômicas. É importante identificar as regiões das mamas, a bolha gástrica e a opacificação infradiafragmática direita pelo fígado. Da parte óssea, avaliamos principalmente as clavículas, região dos ombros, arcos costais, coluna torácica e o esterno. Os seios costofrênicos representam o principal marcador de doença da cavidade pleural. Devemos avaliar a via aérea central (principalmente traqueia e carina), os hilos pulmonares direito e esquerdo e a vasculatura pulmonar.  É importante conhecer as estruturas que formam a silhueta cardiomediastinal normal, para assim poder identificar a presença de lesões mediastinais e sinais de doença cardiovascular. Já em relação à anatomia pulmonar, devemos lembrar que o pulmão direito é diferente do esquerdo e avaliação das imagens em PA e perfil é importante para localizar mais adequadamente as alterações radiográficas nos pulmões. Por último, mas não menos importante, devemos conhecer as principais variantes anatômicas identificadas no RX de tórax, com por exemplo a costela cervical, as calcificações costocondrais e o lobo acessório da veia ázigos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Danilo Tadao Wada, Universidade de São Paulo. Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Centro de Ciências das Imagens e Física Médica, Ribeirão Preto (SP), Brasil

Médico assistente da disciplina de Radiologia Torácica e Cardiovascular.

Mestrado Profissional em Radiologia, Especialização em Estágio de R4 em Med. Interna - Ênfase em Radiol. Torácica e Cardiovasc. e Residência Médica pelo HCFMRP-USP. 

 

José Antonio Hiesinger Rodrigues, Universidade de São Paulo. Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Centro de Ciências das Imagens e Física Médica, Ribeirão Preto (SP), Brasil

Médico assistente da disciplina de Radiologia Torácica e Cardiovascular. 

Mestrado em Medicina e Residência Médica pelo HCFMRP-USP. 

Marcel Koenigkam Santos, Fundação de Apoio ao Ensino, Pesquisa e Assistência do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FAEPA), Ribeirão Preto (SP), Brasil

Docente responsável pela disciplina de Radiologia Torácica e Cardiovascular.

Publicado
2019-10-15
Como Citar
1.
Wada DT, Rodrigues JAH, Santos MK. Anatomia normal da radiografia de tórax. Medicina (Ribeirao Preto Online) [Internet]. 15out.2019 [citado 18nov.2019];52(supl1.):17-9. Available from: http://www.periodicos.usp.br/rmrp/article/view/154766
Bookmark and Share