Cistite glandular associada à metaplasia intestinal com extravasamento de mucina

relato de caso

Palavras-chave: Cistite, Metaplasia, Procedimentos Cirúrgicos Urológicos

Resumo

A mucosa vesical, na presença de agentes agressores, sofre alterações inicialmente benignas, mas com a cronicidade pode sofrer modificações potencialmente metaplásicas. A cistite glandular apresenta um quadro sintomático inespecífico, sendo necessária a realização de biópsia para seu diagnóstico e diferenciação histológica, podendo dividir-se em subtipos clássico e intestinal. Após análise de prontuário médico pertencente ao Hospital Santa Rita de Maringá, objetiva-se relatar o caso de um paciente masculino, de 32 anos, com disúria e dor em hipogástrico, apresentando em ultrassonografia lesão cística de 3,8 cm de diâmetro na bexiga. Após a retirada da lesão por ressecção transuretral, a análise histopatológica revelou presença de ninhos de Von Brunn, áreas de epitélio mucossecretor e mucina extracelular na mucosa vesical, propondo a existência de lesão glandular com metaplasia intestinal. Foi realizado estudo imuno-histoquímico para diagnóstico diferencial de adenocarcinoma mucossecretor bem diferenciado. A cistite glandular, quando manifestada macroscopicamente, assemelha-se a uma neoplasia por apresentar um aspecto irregular, difuso e algumas vezes ulceroso. Seu diagnóstico e tratamento podem ser simultâneos, porém, nos casos mais graves, as opções terapêuticas são restritas. O diagnóstico diferencial é extremamente importante para afastar a possibilidade de adenocarcinoma vesical, portanto, é imprescindível o acompanhamento periódico dos pacientes após o tratamento com a realização de exames específicos. O uso de marcadores imuno-histoquímicos tem se tornado relevante para o correto diagnóstico, pois genes relacionados ao ciclo celular, como o fator de transcrição homebox 2 do tipo caudal (CDX2), podem representar um vínculo entre o surgimento de metaplasia e sua possível progressão a adenocarcinoma.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Guilherme Henrique Fogaca, Centro Universitário de Maringá (Unicesumar), Maringá (PR), Brasil

Acadêmico de Medicina.

Rebecca Fiorelli de Lima, Centro Universitário de Maringá (Unicesumar), Maringá (PR), Brasil

Acadêmica de Medicina.

Rariane Bernardino Marani, Centro Universitário de Maringá (Unicesumar), Maringá (PR), Brasil

Acadêmica de Medicina.

Nayara de Paula Passarin, Centro Universitário de Maringá (Unicesumar), Maringá (PR), Brasil

Acadêmica de Medicina.

Mauricio Figueiredo Lima e Marchese, Hospital Santa Rita de Maringá (PR), Brasil

Médico urologista.

Pedro Victor Lazaretti Menechini, Hospital Santa Rita de Maringá (PR), Brasil

Médico cirurgião geral.

Tiago ferrari, Hospital Santa Rita de Maringá (PR), Brasil

Médico cirurgião geral.

Publicado
2019-11-07
Como Citar
1.
Fogaca GH, Lima RF, Marani RB, Passarin N de P, Marchese MFL, Menechini PVL, ferrari T. Cistite glandular associada à metaplasia intestinal com extravasamento de mucina. Medicina (Ribeirao Preto Online) [Internet]. 7nov.2019 [citado 20nov.2019];52(3):253-9. Available from: http://www.periodicos.usp.br/rmrp/article/view/159062
Seção
Relato de Caso
Bookmark and Share