Sistema único de saúde e demanda ambulatorial

os pacientes do hospital das clínicas da faculdade de medicina de Ribeirão Preto - USP

  • Manoel Romeu Gutierrez Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.
  • Marco Antonio Barbieri Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.
Palavras-chave: Sistema de Saúde. Ambulatório Hospitalar. Morbidade. Hospitais Universitários.

Resumo

Objetivo - Estudar aspectos sociais, econômicos e a morbidade dos pacientes que demandam os ambulatórios do HCFMRP - USP.

Material e Métodos – Foram entrevistados trezentos e oito pacientes, selecionados por processo amostral probabilístico. A morbidade foi descrita pelos respectivos grupos de diagnósticos principais (CID-1975). Resultados – A maioria dos pacientes pertenciam às categorias ocupacionais de baixa renda; 70% eram economicamente ativos; 40.7% procediam de Ribeirão Preto (37.1%, sem encaminhamento); 27.2%, da região do ERSA 50 (18.1%, sem encaminhamento); 21.6% dos demais ERSA (24.2% sem encaminhamento); 10.5%, de outros estados (15.6%, sem encaminhamento). As triagens representaram 6% das consultas diárias (77.7% foram dispensadas); as consultas agendadas dos ambulatórios especializados representaram 75.3%; 18.8% dos atendimentos foram devidos aos demais procedimentos. Houve maior prevalência de Doenças do Aparelho Respiratório entre os pacientes não encaminhados, e sem diagnóstico ou para investigação (CID 799.9) entre os encaminhados; as maiores demandas foram devidas às Doenças do Sistema Nervoso, Neoplasmas, Diagnósticos Suplementares (V01 a V08) e Doenças do Aparelho Geniturinário. Conclusões – O atendimento ambulatorial mediante a apresentação de guia de referência, na prática, não atende aos pressupostos da hierarquização; um considerável número de pacientes poderia ter sido atendido nas respectivas unidades básicas, sugerindo a sua excludência dos níveis primário e secundário, cujas causas não foram determinadas; a maior demanda relativa foi a dos procedentes de Ribeirão Preto; quanto aos procedimentos, a maior demanda foi devida aos de alto custo e/ou tratamentos prolongados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Manoel Romeu Gutierrez, Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.
Médico Assistente do Departamento de Puericultura e Pediatria da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.
Marco Antonio Barbieri, Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.
Docente – Departamento de Puericultura e Pediatria da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade
de São Paulo.
Publicado
1998-03-30
Como Citar
1.
Gutierrez MR, Barbieri MA. Sistema único de saúde e demanda ambulatorial. Medicina (Ribeirao Preto Online) [Internet]. 30mar.1998 [citado 12ago.2020];31(1):81-8. Available from: http://www.periodicos.usp.br/rmrp/article/view/7638
Seção
Artigo Original
Bookmark and Share