Efeitos de um programa de intervenção terapêutico ocupacional em pacientes com hipertensão arterial sistêmica

  • Karoline Vitória Silva Rodrigues Universidade do Estado do Pará
  • Yarima Silva Gomes De Castro Universidade do Estado do Pará
  • Enise Cássia Abdo Najjar Universidade do Estado do Pará, Unidade de Ensino e Assistência de Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Palavras-chave: Hipertensão, Educação em saúde, Terapia ocupacional.

Resumo

O estudo objetivou analisar os efeitos da intervenção de Terapia Ocupacional, no âmbito da educação em saúde, no conhecimento acerca da HAS e na adesão ao tratamento do paciente hipertenso. Trata-se de um estudo clínico, descritivo, com abordagem quanti-qualitativa. Participaram do estudo 7 pacientes hipertensos atendidos pelo programa HIPERDIA de uma Unidade Básica de Saúde de Belém, que apresentaram conhecimento precário e/ou baixa adesão ao tratamento da HAS. Os pacientes foram selecionados a partir da aplicação de dois questionários semiestruturados que objetivaram avaliar o conhecimento acerca da HAS, a adesão ao tratamento e a rotina ocupacional dos participantes. A pesquisa foi desenvolvida em três etapas: aplicação dos questionários, intervenção educativa em 13 sessões e re-aplicação dos questionários. A análise de dados foi desenvolvida de forma quanti-qualitativa. Os resultados apontaram uma ampliação em média de 76,4% dos níveis de conhecimento (p=0,0007*) e de 77,81% nos níveis de adesão ao tratamento (p=0,0012*) dos participantes após a realização da intervenção, com introdução de hábitos mais saudáveis na rotina ocupacional. Concluiu-se que o conhecimento dos participantes acerca de sua doença contribuiu para o aumento da adesão ao tratamento, evidenciando estreita relação entre rotina ocupacional e adesão ao tratamento. Constatou-se a eficácia da intervenção de Terapia Ocupacional na abordagem de educação em saúde junto ao paciente hipertenso.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Karoline Vitória Silva Rodrigues, Universidade do Estado do Pará
Terapeuta Ocupacional, Residente em Saúde Cardiovascular da Universidade do Estado do Pará
Yarima Silva Gomes De Castro, Universidade do Estado do Pará
Terapeuta Ocupacional graduada pela Universidade do Estado do Pará
Enise Cássia Abdo Najjar, Universidade do Estado do Pará, Unidade de Ensino e Assistência de Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Possui graduação em Terapia Ocupacional pela Universidade Federal de Minas Gerais (1985), especialização em Fundamentos e Metodologia da Terapia Ocupacional (1992) pela Fundação Educacional do Estado do Pará, especialização em Saúde Mental (1995) pela Universidade Federal do Pará, mestrado em Ciências da Educação pelo Instituto Pedagógico Latinoamericano y Caribeño em convênio com a Universidade do Estado do Pará (2000). e doutorado em Teoria e Pesquisa do Comportamento (Psicologia Experimental) pela Universidade Federal do Pará (2011). Atualmente é professor da Universidade do Estado do Pará, Terapeuta Ocupacional da Unidade de Ensino e Assistência de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da UEPA e líder do grupo de pesquisa Terapia Ocupacional e Saúde na Amazônia. Atua na linha de pesquisa Saúde do Adulto e do Idoso. Tem experiência na área de Terapia Ocupacional com enfoque em saúde mental, neurologia, gerontologia, hipertensâo e diabetes. Na área de Educação atua principalmente nos seguintes temas : terapia ocupacional, educação em saúde, qualidade de vida e saúde, adesão ao tratamento, desenvolvimento humano e metodologia da pesquisa
Publicado
2017-06-08
Como Citar
Rodrigues, K., De Castro, Y., & Najjar, E. (2017). Efeitos de um programa de intervenção terapêutico ocupacional em pacientes com hipertensão arterial sistêmica. Revista De Terapia Ocupacional Da Universidade De São Paulo, 28(1), 63-70. https://doi.org/10.11606/issn.2238-6149.v28i1p63-70
Seção
Artigo Original