Facilitadores e barreiras no processo de inclusão escolar de crianças com necessidades educativas especiais: a percepção das educadoras

  • Paola de Mattos Ribeiro de Oliveira Universidade Federal de Minas Gerais
  • Letícia Rocha Dutra Universidade Federal de Minas Gerais
  • Poliana Pires Torres Melo Universidade Federal de Minas Gerais
  • Márcia Bastos Rezende Universidade Federal de Minas Gerais
Palavras-chave: Terapia ocupacional, Inclusão escolar, Educação.

Resumo

A inclusão educacional ganhou força após a Declaração de Salamanca em 1994. Nesse contexto, toda criança, independente de sua condição, passou a ter direito de frequentar escolas regulares. Ao se considerar que cabe ao terapeuta ocupacional contribuir com o processo de inclusão, o presente estudo teve por objetivos conhecer a percepção dos professores sobre os facilitadores e as barreiras relacionadas ao processo de inclusão escolar de crianças com necessidades educativas especiais. O estudo qualitativo foi realizado entre fevereiro e dezembro de 2011, numa escola municipal de ensino infantil de Belo Horizonte, com dez educadoras que lecionavam para crianças deficientes. A amostra foi selecionada por conveniência, os participantes responderam a uma entrevista aberta, e os dados foram submetidos à análise de conteúdo. Foram definidas três categorias analíticas: “A inclusão sobre diversos olhares”, “Não é por minha causa que a inclusão escolar não acontece” e “Eu faço a minha parte”. O discurso das educadoras flagra uma diversidade de conceitos sobre inclusão escolar, sobre fatos que agem como dificultadores e sobre as estratégias que utilizam para contribuir com tal processo. Concluiu-se que para que ocorra uma transformação da realidade escolar e social, a inclusão escolar precisa ser entendida como uma filosofia em que haja participação de todos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Márcia Bastos Rezende, Universidade Federal de Minas Gerais
Terapeuta Ocupacional, Doutora em Ciências Biológicas, Professora Adjunta do Depto de Terapia Ocupacional, UFMG
Publicado
2015-09-04
Como Citar
Oliveira, P., Dutra, L., Melo, P., & Rezende, M. (2015). Facilitadores e barreiras no processo de inclusão escolar de crianças com necessidades educativas especiais: a percepção das educadoras. Revista De Terapia Ocupacional Da Universidade De São Paulo, 26(2), 186-193. https://doi.org/10.11606/issn.2238-6149.v26i2p186-193
Seção
Artigo Original