Oficinas de teatro como recurso terapêutico ocupacional em um serviço residencial terapêutico

  • Meire Luci da Silva Universidade Estadual Paulista - UNESP
  • Thaís Munholi Raccioni
Palavras-chave: Terapia ocupacional, Serviços de assistência domiciliar, Saúde mental.

Resumo

Esta pesquisa objetivou investigar as potencialidades do uso terapêutico do teatro como recurso de intervenção terapêutica ocupacional na reinserção social dos usuários de um Serviço Residencial Terapêutico localizado no interior paulista. Para a coleta de dados foram realizadas oficinas teatrais semanais de aproximadamente uma hora, por seis meses, com dezenove moradores. As oficinas basearam-se na técnica do Teatro do Oprimido e nos jogos teatrais de Viola Spolin. Os dados foram registrados em áudio, diário de campo e fotografia, e a análise, baseada na análise temática do conteúdo. Concluiu-se que as oficinas de teatro constituíram espaços de distanciamento da rotina institucional, provocando os sujeitos a se apropriarem de sua potência criativa e conduzindo à redescoberta de si mesmos e de outras possibilidades de reinserção social. As oficinas teatrais afirmaram sua potencialidade ao possibilitar que os sujeitos experimentassem e (re)inventassem modos de produção de vida, bem como desenvolvessem estratégias para lidar com as dificuldades cotidianas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Meire Luci da Silva, Universidade Estadual Paulista - UNESP
Professora Assistente Doutora do curso de graduação em Terapia Ocupacional da Faculdade de Filosofia e Ciências da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, UNESP, Marília, SP, Brasil.
Thaís Munholi Raccioni
Terapeuta Ocupacional, Residente do Programa Multiprofissional em Saúde Mental da Faculdade de Medicina de Marília – FAMEMA, Marília, SP, Brasil.
Publicado
2015-09-04
Como Citar
Silva, M., & Raccioni, T. (2015). Oficinas de teatro como recurso terapêutico ocupacional em um serviço residencial terapêutico. Revista De Terapia Ocupacional Da Universidade De São Paulo, 26(2), 267-273. https://doi.org/10.11606/issn.2238-6149.v26i2p267-273
Seção
Relatos sobre projetos e experiências