Desempenho ocupacional e estresse: aplicação de manual de orientações e cuidados a gestantes de risco

  • Janaína Armendaris Cruz Universidade Federal de Pelotas
  • Nicole Ruas Guarany Universidade Federal de Pelotas, Curso de Terapia Ocupacional.
Palavras-chave: Gravidez de alto risco, Questionários, Terapia ocupacional.

Resumo

A gestação é um fenômeno biologicamente natural e é considerada de alto risco quando há maior perigo para a saúde da mãe e do feto, devido a alguma doença materna. O objetivo deste trabalho foi desenvolver e aplicar um manual de orientações e cuidados às gestantes de alto risco, identificando sua influência no desempenho ocupacional e estresse. Consiste em estudo transversal, de acompanhamento com avaliação antes e depois. Utilizou-se a Medida Canadense de Desempenho Ocupacional (COPM) e a Escala de Estresse Percebido (PPS-10). A amostra do estudo foi composta por onze gestantes de alto risco internadas. A COPM identificou 2,9 pontos para a área de Desempenho e 2,7 pontos para área de Satisfação com o desempenho na primeira avaliação e 4 pontos e 4,2, respectivamente, na segunda avaliação após a aplicação do Manual de Orientações. A PPS-10 indicou 21 pontos na primeira avaliação e 17,9 pontos na reavaliação. Nesse sentido, acredita-se que grupos de apoio às gestantes, estabelecendo espaços de diálogo e escuta, permitem a construção de alternativas para enfrentamento das dificuldades advindas da internação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Janaína Armendaris Cruz, Universidade Federal de Pelotas
Acadêmica de Terapia Ocupacional da Universidade Federal de Pelotas, Rio Grande do Sul.
Nicole Ruas Guarany, Universidade Federal de Pelotas, Curso de Terapia Ocupacional.
Mestre em Saúde da Criança e do Adolescente, docente do curso de Terapia Ocupacional da Universidade Federal de Pelotas, Rio Grande do Sul.
Publicado
2015-09-04
Como Citar
Cruz, J., & Guarany, N. (2015). Desempenho ocupacional e estresse: aplicação de manual de orientações e cuidados a gestantes de risco. Revista De Terapia Ocupacional Da Universidade De São Paulo, 26(2), 201-206. https://doi.org/10.11606/issn.2238-6149.v26i2p201-206
Seção
Artigo Original