As residências terapêuticas e a clínica do cotidiano: contribuições da terapia ocupacional.

  • Sabrina Helena Ferigato Universidade Federal de São Carlos
  • Maria Luisa Gazabin Simões Ballarin Pontifícia Universidade Católica de Campinas
  • Taís Quevedo Marcolino Universidade Federal de São Carlos
  • Sandrina Kellen Indianni Serviço de Saúde Dr. Cândido Ferreira
Palavras-chave: Serviços de assistência domiciliar, Terapia ocupacional, Desinstitucionalização, Atividades cotidianas.

Resumo

O objeto desse relato de experiência é a atuação da Terapia Ocupacional junto às Residências Terapêuticas. Temos como objetivo a sistematização dessa atuação a partir da descrição e análise do trabalho de terapeutas ocupacionais nestes serviços. Para isso, partimos da valorização da dimensão da experiência de terapeutas ocupacionais vinculados a Serviços Residenciais Terapêuticos e a aproximação de seus registros. Esses registros foram construídos como diários de campo e posteriormente analisados. Para a análise de dados utilizamos o método de avaliação de diários de campo, proposto por Lourau, partindo do referencial teórico da Clínica Psicossocial, da Análise Institucional e referencias do cotidiano propostos na Terapia Ocupacional. Como resultados, apresentaremos a sistematização da atuação da terapia ocupacional em serviços residenciais a partir de 4 planos: (1) intervenções na casa; (2) intervenções junto aos moradores; (3) ações no território e na comunidade; (4) ações junto à equipe de trabalho e à rede intersetorial. Esses planos, quando articulados na discussão e considerações finais, apontam para a potência que as especificidades do núcleo da terapia ocupacional podem trazer para as ações realizadas nos serviços residenciais terapêuticos, especialmente no se refere à abordagem psicossocial com ênfase no cotidiano e nos processos de desisntitucionalização.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sabrina Helena Ferigato, Universidade Federal de São Carlos
terapeuta ocupacional (PUC-Campinas) Doutora em Saúde Coletiva (Unicamp), docente do Departamento de Terapia Ocupacional da Universidade Federal de São Carlos
Maria Luisa Gazabin Simões Ballarin, Pontifícia Universidade Católica de Campinas
terapeuta ocupacional, Doutora em Ciências Médicas, Profa. da faculdade de Terapia Ocupacional da PUC-Campinas
Taís Quevedo Marcolino, Universidade Federal de São Carlos
terapeuta ocupacional, Doutora em Educação Especial, prof. do Departamento de Terapia Ocupacional da UFSCar
Sandrina Kellen Indianni, Serviço de Saúde Dr. Cândido Ferreira
terapeuta ocupacional, especialista em saúde pública, atual coordenadora do CAPS Antônio Orlando
Publicado
2016-07-01
Como Citar
Ferigato, S., Ballarin, M. L., Marcolino, T., & Indianni, S. (2016). As residências terapêuticas e a clínica do cotidiano: contribuições da terapia ocupacional. Revista De Terapia Ocupacional Da Universidade De São Paulo, 27(1), 80-87. https://doi.org/10.11606/issn.2238-6149.v27i1p80-87
Seção
Relatos sobre projetos e experiências