Além da opinião: três possíveis definições da crítica de dança

  • Henrique Rochelle Universidade Estadual de Campinas
Palavras-chave: Crítica de dança, Recepção, Mediação, Opinião.

Resumo

A partir de uma incursão teórica que investiga relatos do fazer crítico e análises de suas características – desde os anos 1960 e até o presente –, um panorama histórico (e crítico) do entendimento da crítica de dança é traçado, articulando e exemplificando três possibilidades de definição dessa atividade a partir de sua forma, sua estrutura e suas funções, que a colocam num espaço além do domínio da simples pessoalidade de uma opinião e evidenciam sua importância enquanto atividade de mediação entre públicos e obras de arte.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Henrique Rochelle, Universidade Estadual de Campinas

Mestre e Doutorando em Artes da Cena, e Bacharel em Estudos Literários pela Universidade Estadual de Campinas, investiga Teoria e Crítica de Dança, e a Dança como Linguagem. Foi professor de História da Dança, organizou e participou de eventos nacionais e internacionais de pesquisa, tendo recebido o Graduate Scholar Award na University of California Berkeley.

Contribuiu com a Enciclopédia Dança em Rede da São Paulo Companhia de Dança, fez parte da equipe de pesquisa histórica da produção dos DVDs de 45 anos do Balé da Cidade de São Paulo, e trabalhou com diversas companhias de dança, nacionais e internacionais, como pesquisador e teórico. É autor do site Da Quarta Parede, que publica textos de teoria, crítica e historiografia de dança. 

Seu Doutorado é financiado pela FAPESP no Brasil e para um estágio de pesquisa junto à Université Paris 8, desenvolvido em 2015.

Referências

ABREU, E. G. Crítica ou Críticos: um dilema do teatro. Sala Preta, v. 12, n. 2, nov 2012.

ACOACELLA, J. How Critics Work. Dance Ink. Vol. 3, N. 2. p. 8-10, Summer 1992.

ADSHEAD-LANSDALE, J. Dance and Critical Debate: towards a community of dance intellectuals. Dance Theatre Journal. Vol. 11, N. 1. p. 22-33, Winter 1993.

BANES, S. Writing dancing in the age of postmodernism. Middletown: Wesleyan University Press, 1994.

BARTHES, R. Crítica e Verdade. São Paulo: Perspectiva, 1970.

BERNARD, M. Généalogie du Jugement Artistique. Paris: Bauchesne, 2011.

COHEN, S. J. The Critic Prepares. Dance Magazine. p. 24, February 1970.

CUNHA, N. Dicionário SESC: A Linguagem da Cultura. São Paulo: Perspectiva: SESC São Paulo, 2003.

EAGLETON, T. The Function of Criticism: From The Spectator to Post-Structuralism. London / New York: Verso, 1984.

FARNDALE, N. Against Dance Criticism. Dance Theatre Journal. Vol. 8, N. 3. p. 16-18, Autumn 1990.

FERDUN, E. M. Of Criticism and Dance. Dance Magazine. p. 51, February 1967.

HASKELL, A. On Criticism. Dancing Times. Vol. 50, N. 596. p. 410-419, May 1960.

HELIODORA, B.; DEL RIOS, J.; MAGALDI, S. A Função da Crítica. São Paulo: Giostri, 2012.

JOWITT, D. The Critical Burden of History. Dance Research Journal, Vol. 32, No. 1, pp. 131-137, Summer 2000.

MORRIS, G. The Institutes for Dance Criticism and the Emergence of an Alternative Critical Writing. Dance Research Journal, Vol. 38, No. 1/2, pp. 89-93, Summer - Winter, 2006.

MOSTAÇO, E. Soma e Sub-tração: Territorialidades e Recepção Teatral. São Paulo: Editora da Universidade Estadual de São Paulo, 2015.

NAVAS, C. Permanente e Efêmero, Questões e um Exemplo da Recepção em Dança. In: VIEIRA, A. P. Fruição em Dança. Visconde do Rio Branco: Suprema, 2013.

PAVIS, P. Dicionário de Teatro. 3ª ed. São Paulo: Perspectiva, 2011.

SIEGEL, M. B. Virtual Criticism and the Dance of Death. TDR, Vol. 40, No. 2, pp. 60-70, Summer 1996.

SORELL, W. To Be a Critic. Dance Scope. Vol. 1, N. 1. p. 1-9, Winter 1965.

SØRENSEN, B. Comments Concerning the Artist in a Peircean Perspective. Semiotica: Journal of the International Association for Semiotic Studies, nº 174, p.367-376, apr. 2009.

TAPLIN, D. T. New Directions in Dance. Ontario: Pergamon, 1979.

VAN CAMP, J. Anti-Geneticism and Critical Practice in Dance. Dance Research Journal, Vol. 13, No. 1, pp. 29-35, Autumn 1980.

Publicado
2016-12-21
Como Citar
Rochelle, H. (2016). Além da opinião: três possíveis definições da crítica de dança. Sala Preta, 16(2), 84-96. https://doi.org/10.11606/issn.2238-3867.v16i2p84-96
Seção
EM PAUTA