Campanhas de combate ao Aedes aegypti na região amazônica: uma análise de atenção visual com o uso do eye tracker

  • Diogo Rógora Kawano Instituto Federal do Amapá
  • Ana Clara Amorim Jardim Universidade de São Paulo
  • Marcia Shimabukuro Universidade de São Paulo
  • Luan Matheus Gonçalves Rodrigues Instituto Federal do Amapá
  • Leandro Leonardo Batista Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Comunicação de risco, Eye tracking, Zika, Campanhas de saúde pública, Publicidade.

Resumo

Além de duas importantes doenças endêmicas presentes no Brasil (dengue e chikungunya), o país tem enfrentado nos últimos anos outro problema atrelado ao mosquito Aedes aegypti: o Zika vírus e uma de suas consequências, a microcefalia. Nesse cenário, embora haja muitos desafios, a comunicação de risco emerge enquanto estratégia fundamental para auxiliar no combate a essas doenças. Este trabalho tem o objetivo de analisar como as campanhas de combate ao mosquito Aedes aegypti veiculadas na região amazônica são percebidas pelos indivíduos. Para tanto, observou-se, com o auxílio do equipamento de rastreamento ocular eye tracker, de que modo alguns elementos da campanha, como título do anúncio, imagens e textos, além da identificação dos anunciantes, foram capazes de atrair a atenção visual dos participantes. Os principais resultados mostram que a saliência dos elementos, associada à sua forma de disposição na campanha, foram capazes de modular a atenção visual dos participantes, evidenciando que (i) a metodologia do eye tracking se mostrou assaz pertinente para os estudos de comunicação de risco e (ii) há gargalos no processo de planejamento desses conteúdos, que impactam diretamente a atenção dada a eles.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Diogo Rógora Kawano, Instituto Federal do Amapá

Professor do Instituto Federal do Amapá. Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação da Universidade de São Paulo. Membro do Centro de Comunicação e Ciências Cognitivas da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo.

Ana Clara Amorim Jardim, Universidade de São Paulo

Discente do curso de Publicidade e Propaganda da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo.

Marcia Shimabukuro, Universidade de São Paulo

Discente do curso de Publicidade e Propaganda da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo.

Luan Matheus Gonçalves Rodrigues, Instituto Federal do Amapá
Discente do curso de Marketing do Instituto Federal do Amapá.
Leandro Leonardo Batista, Universidade de São Paulo

Professor doutor em Comunicação Social pela University of North Carolina. Docente da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo. Membro do Centro de Comunicação e Ciências Cognitivas da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo.

Publicado
2017-12-22