Spotify e construção do gosto

uma breve análise sobre a oferta de playlists pela plataforma

  • Carolina Dantas de Figueiredo Universidade Federal de Pernambuco
  • Renata Regina Barbosa Universidade Federal de Pernambuco
Palavras-chave: Algoritmo, Gosto, Playlist, Spotify, Usuário

Resumo

Este artigo pretende discutir como plataformas de streaming musical podem contribuir com o gosto dos usuários a partir da sugestão de playlists. Para isso, toma-se o Spotify como referência. Por meio da aplicação de questionários, percebeu-se que há uma percepção idiossincrática entre o consumo de música, a solicitação de sugestões de outras pessoas e a aceitação das playlists indicadas pela plataforma por parte dos usuários.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carolina Dantas de Figueiredo, Universidade Federal de Pernambuco

Doutora em Comunicação, Mestre em Sociologia. Professora do Departamento de Comunicação Social da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Renata Regina Barbosa, Universidade Federal de Pernambuco

Mestranda em Ciência da Computação e Bacharel em Publicidade pela UFPE.

Publicado
2019-07-31