Conhece Tapacurá?

Branding com recursos escassos

  • Paulo de Lencastre Universidade Católica Portuguesa
  • Paulo Andrade Universidade Federal de Pernambuco
  • Leonor de Lencastre Farfetch, Porto, Portugal e Sociedade Queira Deus, Recife, Brasil
Palavras-chave: Marca, Semiótica, Nome, Logo, Cocriação

Resumo

O objetivo deste artigo é mostrar que é possível gerir uma marca (branding) com recursos escassos, usando práticas simples mas teoricamente fundamentadas. Os autores – uma gestora de comunicação, um professor arquiteto e um professor de marketing – viram-se envolvidos na escolha de uma identidade – nome e logo – para uma reserva ecológica. Os recursos de dinheiro, tempo e meios técnicos eram escassos. Com base numa rápida abordagem semiótica, envolveram os públicos da marca na cocriação da sua identidade e conseguiram assim evitar uma escolha meramente estética que poderia ser difícil de implementar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paulo de Lencastre, Universidade Católica Portuguesa

Economista, doutor em Ciências Econômicas Aplicadas pela Universidade Católica de Lovaina (Bélgica) e professor de Marketing e Branding na Universidade Católica Portuguesa.

Paulo Andrade, Universidade Federal de Pernambuco

Arquiteto, mestre em Teoria da Arquitetura pela Universidade Federal de Pernambuco e professor de Arquitetura e Urbanismo na mesmo universidade.

Leonor de Lencastre, Farfetch, Porto, Portugal e Sociedade Queira Deus, Recife, Brasil

Gestora, graduada em Gestão de Empresas pela Universidade Católica Portuguesa e pós-graduada em Gestão Estratégica em Comunicação Organizacional e Relações Públicas pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo. Gestora na Farfetch e na Sociedade Queira Deus.

Publicado
2019-07-31