O Kitsch está Cult

  • Christina Maria Pedrazza Sêga Universidade de Brasília
Palavras-chave: arte, cultura, kitsch, mídia, consumo

Resumo

Com mais de um século de existência, a palavra kitsch ainda é confundida com brega. O conceito de kitsch ganhou uma dimensão que foi além do conceito de arte. Ele infiltrou-se em diversos segmentos de manifestações artísticas e estéticas apoiadas pela indústria cultural e pelos meios de comunicação de massa. Com isso, o kitsch passou a ditar a moda e padrões de comportamento voltados para a cultura urbana, presenciada e vivida no cotidiano de todos nós. Ele se consolidou na cultura de massa das grandes cidades e conquistou os caminhos da globalização.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Christina Maria Pedrazza Sêga, Universidade de Brasília
Docente da Faculdade de Comunicação na Universidade de Brasília (UnB). Pós-doutora em Física Aplicada às Ciências Sociais  – transdisciplinaridade. Doutora em Ciências da Comunicação pela Universidade Nova de Lisboa-PT. Tem artigos publicados no país e no exterior. Autora do  livro O Kitsch e suas Dimensões. Taguatinga DF: Casa das Musas, 2008.
Publicado
2010-06-03