Chamada de trabalhos para o número 22

A revista Teresa, publicação do Programa de Pós-Graduação em Literatura Brasileira da Universidade de São Paulo, espera receber contribuições para o seu próximo número, conforme especificações abaixo. Solicitamos aos autores que, ao enviarem os manuscritos, observem e respeitem rigorosamente as normas de publicação expostas neste site, na seção “Submissões”. O prazo para envio de trabalhos é 31 de maio de 2020. Aceitamos artigos e resenhas de doutores, doutorandos e mestres. Aceitamos resenhas de mestrandos.

 

João Cabral de Melo Neto: poesia e outras linguagens

Desde a sua estreia, na década de 1940, João Cabral de Melo Neto tem sido considerado pela crítica como o dono de uma voz poética particular e até mesmo marginal em face da literatura produzida na língua portuguesa. Uma das razões dessa singularidade é o intenso diálogo com diferentes linguagens artísticas, que desde os primeiros livros se tornou uma das obsessões do poeta. Tal interesse pelas outras artes foi além da pintura e da arquitetura, seus modelos iniciais, englobando também o cinema, o teatro e as artes gráficas. Em outro plano, manifestou-se ainda no seu apaixonado convívio, durante as temporadas espanholas, com artes populares como o flamenco e a tourada. O trânsito entre a poesia e outras linguagens ou expressões culturais, no caso de João Cabral, parece estar estreitamente ligado aos traços distintivos de sua obra poética, como a problematização do conceito de poesia, a recusa do “lirismo”, a busca do concreto, a porosidade, a “impureza”, o desejo de “falar com coisas”, a atenção diversificada aos contextos sócio-culturais etc. A revista Teresa acolherá artigos que abordem, em suas diversas modalidades e implicações, esse comércio do poeta pernambucano com as demais linguagens artísticas.

 

Organizadores do volume:

Ivan Francisco Marques (USP)

Patrícia Lino (University of Califórnia, Los Angeles)

Joana Matos Frias (Universidade do Porto)