Terminologia em seriados médicos: os procedimentos de tradução na legendagem

Autores

  • Thaís Collet Doutoranda no Programa de Pós-graduação em Estudos da Tradução da Universidade Federal de Santa Catarina.
  • Ina Emmel Professora do Departamento de Língua e Literatura Estrangeiras e do Programa de Pósgraduação em Estudos da Tradução da Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2317-9511.v25i0p253-275

Palavras-chave:

procedimentos de tradução, terminologia médica, legendagem, seriados ER e House.

Resumo

Este trabalho analisa os procedimentos de tradução da terminologia médica apresentada nas legendas em português do seriado ER, com base na Teoria Comunicativa de Cabré (1999), e os compara com os resultados de uma análise anterior do seriado House (COLLET 2012) com o objetivo de verificar qual o procedimento predominante. A análise, que se deteve a apenas um episódio do seriado ER e aos termos referentes a aparelhos e exames, revelou o predomínio de procedimentos de equivalência, assim como havia demonstrado a análise anterior de quatro episódios do seriado House (COLLET 2012), confirmando, portanto, a importância dos termos para representar o conhecimento especializado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thaís Collet, Doutoranda no Programa de Pós-graduação em Estudos da Tradução da Universidade Federal de Santa Catarina.

Licenciada em Letras pela Universidade Federal de Santa Maria (2004), mestra em Estudos da Tradução pela Universidade Federal de Santa Catarina (2012) e doutoranda no mesmo curso.

Ina Emmel, Professora do Departamento de Língua e Literatura Estrangeiras e do Programa de Pósgraduação em Estudos da Tradução da Universidade Federal de Santa Catarina

Graduada em Letras Alemão/Português-Bacharelado (Tradutor Bilíngue) pela Universidade Federal de Santa Catarina (1995) e em Electrical Engineering Technology pelo Washtenaw Community College em Michigan-EUA (1985). Possui mestrado em Linguística, na área de Tradução, pela Universidade Federal de Santa Catarina (1998) e doutorado em Linguística, na área de Teoria e Análise Linguística (Semântica), também pela Universidade Federal de Santa Catarina (2005), com período de doutorado-sanduíche desenvolvido na Ludwig-Maximilians Universität em Munique-Alemanha (c/ Bolsa do CNPq), onde também realizou estágio pós-doutoral (2013-2014) com bolsa de estudos da CAPES. Atualmente é Professor Associado I da Universidade Federal de Santa Catarina, atuando na Graduação e na Pós-Graduação. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Linguística e Tradução, e na área de Educação, e desenvolve pesquisa nos seguintes temas: tradução e terminologia, semântica, aspecto verbal, formação de professores e bacharéis de LE.

Downloads

Publicado

2015-06-02

Como Citar

Collet, T., & Emmel, I. (2015). Terminologia em seriados médicos: os procedimentos de tradução na legendagem. Tradterm, 25, 253-275. https://doi.org/10.11606/issn.2317-9511.v25i0p253-275

Edição

Seção

Artigos