Entre a impotência e o milagre: a Tradução H.O.O.Q. ou Je vous carmemirandise le mouton sans problème

Autores

  • Fernando Scheibe

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2317-9511.v27i0p321-326

Palavras-chave:

quadrinhos, noção barthesiana de texto, Philippe Geluck

Resumo

A especificidade da tradução de quadrinhos é uma impotência: a de lidar com um texto, em sentido lato, que tece imagens e palavras, mas só poder mexer nas palavras. Este ensaiotenta lançar alguma luz, ainda que obscura, sobre essa aporia a partir de uma experiência excepcional: a de contar com um autor disposto a redesenhar seu texto para que a tradução funcione.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernando Scheibe

É doutor em teoria literária pela UFSC e tradutor. Traduziu quadrinistas como Moebius, Enki Bilal, François Bourgeon, Frederik Peeters e Régis Loisel, além de autores como Stéphane Mallarmé, Raymond Roussel, Michel Foucault e Georges Bataille.  Florianópolis, SC, Brasil.

Downloads

Publicado

2016-10-04

Como Citar

Scheibe, F. (2016). Entre a impotência e o milagre: a Tradução H.O.O.Q. ou Je vous carmemirandise le mouton sans problème. Tradterm, 27, 321-326. https://doi.org/10.11606/issn.2317-9511.v27i0p321-326