Lesbos: uma nova tradução do poema de Charles Baudelaire, seguida de comentários

Autores

  • Rafael Freire Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, Brasil.
  • Solange Carvalho Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2317-9511.v29i0p28-49

Palavras-chave:

Baudelaire, Lesbos, tradução poética

Resumo

No presente artigo apresentamos nossa tradução integral do poema “Lesbos” de Charles Baudelaire. O comentário se divide em quatro partes, cujas funções são descrever e problematizar o poema e a tradução. Na seção Situação de “Lesbos” buscamos relacionar o poema com o horizonte mais amplo do projeto As flores do mal; na Baudelaire no Brasil, contextualizamos algumas importantes traduções prévias do poema; na Uma palavra sobre o Alexandrino, discutimos alguns desafios de tradução relativos à métrica; e em Considerações finais: liberdades, concluímos o artigo, focando em nossa intenção de valorizar a precisão formal e a coesão da sensualidade do poema.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rafael Freire, Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, Brasil.

Departamento de Letras Modernas/Estudos da Tradução

Solange Carvalho, Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, Brasil.

Departamento de Letras Modernas/Estudos da Tradução

Downloads

Publicado

2017-07-13

Como Citar

Freire, R., & Carvalho, S. (2017). Lesbos: uma nova tradução do poema de Charles Baudelaire, seguida de comentários. Tradterm, 29, 28-49. https://doi.org/10.11606/issn.2317-9511.v29i0p28-49

Edição

Seção

Artigos