Quevedo e a multiplicidade de significados nos Sueños (séc. XVII) nas traduções para o português, francês e inglês

Autores

  • Andréa Cesco Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis, Brasil.
  • Gilles Jean Abes Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2317-9511.v30i30p8-24

Palavras-chave:

Crítica da Tradução. Polissemia, Sueños y Discursos, Quevedo y Villegas.

Resumo

Uma das marcas estilísticas de Quevedo em suas narrativas satíricas do século XVII são os jogos de palavras, irônica e humoristicamente provocativos, fundados na multiplicidade de significados de uma palavra (polissemia), o que provoca, de maneira mais ou menos explícita, o riso do leitor. Assim, nesse artigo são analisados comparativamente os recursos aplicados para as polissemias em três traduções dos Sueños, uma para o português do Brasil, realizada por Liliana Raquel Chwat (2006), uma para o inglês, com autoria de Wallace Woolsey (1976), e, finalmente, uma para o francês, elaborada por Annick Louis e Bernard Tissier (2003). Pautamos a nossa análise crítica nas reflexões de Paulo Henriques Britto, Mário Laranjeira ou ainda, Antoine Berman. Constatamos que a tradução desses trocadilhos representa um verdadeiro desafio para os tradutores que ora omitem, ora recriam esses traços de humor com novos jogos de palavras.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andréa Cesco, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis, Brasil.

Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Departamento de Língua e Literatura Estrangeiras, professora da Pós-graduação em Estudos da Tradução (PGET/UFSC)

Gilles Jean Abes, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis, Brasil.

Professor adjunto da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Departamento de Língua e Literatura Estrangeiras (DLLE) e professor do programa de Pós-Graduação em Estudos da tradução (PGET/UFSC).

Downloads

Publicado

2017-12-20

Como Citar

Cesco, A., & Abes, G. J. (2017). Quevedo e a multiplicidade de significados nos Sueños (séc. XVII) nas traduções para o português, francês e inglês. Tradterm, 30, 8-24. https://doi.org/10.11606/issn.2317-9511.v30i30p8-24

Edição

Seção

Artigos