Avaliando Traduções

Autores

  • Vinicius Martins Universidade de São Paulo - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2317-9511.tradterm.2011.36753

Palavras-chave:

Estudos da Tradução, Crítica de tradução - Parâmetros de avaliação, Tradução dialetal.

Resumo

A crítica de tradução é frequentemente feita por pessoas pouco familiarizadas com os Estudos da Tradução e, mesmo no caso das resenhas jornalísticas, a partir de critérios pouco claros. Este artigo ensaia uma abordagem da problemática envolvida na avaliação de  traduções a partir de quatro autores: HALLIDAY (2001), HOUSE (1997 e 2001), REISS  e VERMEER  (1984) e TOURY (1978), num esforço para apontar em que sentido e por que a avaliação crítica de traduções, embora necessária e, de nosso ponto de vista, possível,  precisa levar em conta uma maior variedade de critérios para ser de fato útil a um usuário da tradução, indo além de visões simplificadoras da  relação de “fidelidade” entre texto-fonte e texto-meta.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vinicius Martins, Universidade de São Paulo - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas

Bacharel e Licenciado em Letras (2008) pela Universidade de São Paulo, nas habilitações Português e Espanhol. Efetuou Iniciação Científica na área de Sintaxe do Português. Atualmente é mestrando na área de Língua Espanhola e Literaturas Espanhola e Hispanoamericana, FFLCH-USP, com ênfase em Estudos da Tradução. Sua pesquisa visa analisar a tradução da representação dialetal *gaucha* para o português no romance *Don Segundo Sombra *(1926), de Ricardo Güiraldes.

Downloads

Publicado

2011-12-04

Como Citar

Martins, V. (2011). Avaliando Traduções. Tradterm, 18, 28-51. https://doi.org/10.11606/issn.2317-9511.tradterm.2011.36753

Edição

Seção

Artigos