A importância dos estudos da Crítica Textual para a tradução literária: análise da tradução de dois poemas de Emily Dickinson

Autores

  • Mariana Ribeiro de Souza Universidade de São Paulo - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2317-9511.tradterm.2011.36754

Palavras-chave:

Crítica Textual, Tradução Literária, Interpretação, Emily Dickinson, José Lira.

Resumo

Este artigo trata da análise do ensaio “Questões de dicção e criação poética na tradução de Emily Dickinson” do tradutor, poeta e escritor José Lira, à luz dos estudos de Crítica Textual. É uma tentativa de pensar o quanto o conhecimento dos conceitos da moderna Crítica Textual pode ajudar o tradutor literário em seu processo tradutório. Esta reflexão remete ao cerne da discussão tanto nos estudos da Crítica Textual quanto nos Estudos da Tradução de literatura: a questão da interpretação da obra literária. José Lira, no seu ensaio sobre a tradução de poemas de Emily Dickinson, aponta o quanto ele procura a artista para fazer suas escolhas tradutórias “definitivas”. E é na busca desse processo criador da poeta que ele mesmo encontra o seu. O tradutor se utiliza dos estudos da Crítica Textual para achar a voz da escritora e a sua própria.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mariana Ribeiro de Souza, Universidade de São Paulo - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas

Graduada em Letras/Inglês pela Universidade Federal do Pará - UFPA - em 1995 e Bacharel em Direto pela Universidade de Brasília - UnB -em 1999. Trabalha com tradução jurídica para a Sérgio Antonio Fabris Editora de Porto Alegre. No momento cursa Mestrado na USP na área dos Estudos da Tradução (alemão/português).

Downloads

Publicado

2011-12-04

Como Citar

Souza, M. R. de. (2011). A importância dos estudos da Crítica Textual para a tradução literária: análise da tradução de dois poemas de Emily Dickinson. Tradterm, 18, 52-67. https://doi.org/10.11606/issn.2317-9511.tradterm.2011.36754

Edição

Seção

Artigos