Tradução indireta: uma prática de divulgação e enriquecimento cultural

Autores

  • Manuela Acássia Accácio

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2317-9511.tradterm.2010.46313

Palavras-chave:

Tradução indireta, Línguas intermediadoras, Línguas intermediadas, Brasil.

Resumo

A tradução indireta é um meio de divulgação e enriquecimento cultural, através do qual muitas obras de limitado acesso físico e/ou linguístico chegaram a nossa cultura. Neste caso, a produção de línguas pouco divulgadas era disseminada via línguas dominantes. A fim de contribuir com o estudo da tradução indireta, retomamos algumas pesquisas já realizadas sobre esse tema. Algumas delas destacaram o enriquecimento linguístico e literário da literatura hebraica, assim como as línguas intermediadoras na Idade Média e Moderna na tradução de línguas minoritárias ou pouco faladas em âmbito europeu. Por fim, estudaremos a tradução indireta no Brasil, a qual foi iniciada pelos jesuítas, ganhando força mais tarde na produção editorial de romances-folhetins traduzidos de outras línguas através do francês.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Manuela Acássia Accácio

Mestre pela Pós-Graduação em Estudos da Tradução da Universidade Federal de Santa Catarina.

Downloads

Publicado

2010-06-18

Como Citar

Accácio, M. A. (2010). Tradução indireta: uma prática de divulgação e enriquecimento cultural. Tradterm, 16, 97-117. https://doi.org/10.11606/issn.2317-9511.tradterm.2010.46313

Edição

Seção

Artigos