É possível traduzir poesia? O poeta húngaro Kosztolányi, na virada do século XX

Autores

  • Zsuzsanna Spiry

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2317-9511.tradterm.2010.46316

Palavras-chave:

Tradução literária, Tradução poética, Sistema literário húngaro, Paulo Rónai, Kosztolányi Dezső.

Resumo

Após mapeada e organizada tematicamente num conjunto único, a produção literária de Paulo Rónai surpreendeu pelas suas dimensões e feições. Ao examinar o conjunto, descobriu-se um daqueles homens de letras a quem os conflitos europeus da primeira metade do séc. XX fizeram eleger o Brasil como sua segunda pátria. Para entender uma obra com tais configurações foi necessário buscar suas origens, os moldes em que foi cunhada. A pesquisa revelou que o sistema literário húngaro, devido às suas características singulares, desenvolveu uma relação muito particular com a tradução, e mais específica ainda com a tradução literária e a poética. O presente artigo procura evidenciar essas particularidades, tomando um texto do poeta húngaro Kosztolányi Dezső como exemplo típico. texto esse que, supõe-se, reflete o arcabouço teórico que serviu de alicerce para a produção literária de Paulo Rónai, que, no Brasil, colheu os frutos das sementes germinadas na Hungria de sua juventude.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Zsuzsanna Spiry

Mestre em tradução pela Universidade de São Paulo.

Downloads

Publicado

2010-06-18

Como Citar

Spiry, Z. (2010). É possível traduzir poesia? O poeta húngaro Kosztolányi, na virada do século XX. Tradterm, 16, 129-147. https://doi.org/10.11606/issn.2317-9511.tradterm.2010.46316

Edição

Seção

Artigos