Estratégias na tradução de onomatopeias japonesas nos mangás: reflexões e classificação

Autores

  • Renata Garcia de Carvalho Leitão Universidade de São Paulo - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas.

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2317-9511.tradterm.2010.46322

Palavras-chave:

Estratégias de tradução, Onomatopeia, Mangá.

Resumo

As onomatopeias constituem parte importante da língua japonesa, inclusive seu domínio é uma das características que diferem um bom falante estrangeiro de um falante mediano de tal língua. Nos mangás, as histórias em quadrinhos japonesas, elas encontram seu espaço de maior atuação. Atualmente no Brasil, o mercado de mangás aumenta vertiginosamente, fato que nos faz atentar para o tratamento das devidas traduções das onomatopeias inseridas nesses quadrinhos. Assim, este artigo visa a discutir sobre as estratégias de tradução de onomatopeias nos mangás traduzidos para o português, bem como a tentar propor uma classificação para tais, a partir das teorias abordadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renata Garcia de Carvalho Leitão, Universidade de São Paulo - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas.

Mestranda do Departamento de Letras Orientais da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo.

Downloads

Publicado

2010-06-18

Como Citar

Leitão, R. G. de C. (2010). Estratégias na tradução de onomatopeias japonesas nos mangás: reflexões e classificação. Tradterm, 16, 281-311. https://doi.org/10.11606/issn.2317-9511.tradterm.2010.46322

Edição

Seção

Artigos