A tradução juramentada de documentos suíços: resultados parciais em torno dos termos estudados

Autores

  • Maria Emília Pereira Chanut Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita Filho" - São José do Rio Preto

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2317-9511.tradterm.2009.46344

Palavras-chave:

Francês da França, francês da Suíça, tradução juramentada, terminologia.

Resumo

Os termos legais e/ou jurídicos presentes em documentos oficiais, registros e certidões civis têm como principal especificidade o fato de fazerem referência a sistemas legais cujas lógicas de pensamentos estão ancorados numa cultura jurídica bem particular. Os termos empregados para designar os títulos de pessoas, funções, instituições, departamentos, serviços, leis etc, podem apresentar uma equivalência morfológica terrivelmente enganosa, pois adquirem significados ou usos diferentes em países distintos que falam a mesma língua, como no caso de países francófonos como a França e a Suíça francesa. Nosso estudo, apoiado num corpus de traduções juramentadas, expõe uma abordagem comparativa/terminológica bilíngue (português do Brasil/francês da França), problematizada por particularidades do francês da Suíça.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-12-18

Como Citar

Chanut, M. E. P. (2009). A tradução juramentada de documentos suíços: resultados parciais em torno dos termos estudados. Tradterm, 15, 155-171. https://doi.org/10.11606/issn.2317-9511.tradterm.2009.46344

Edição

Seção

Artigos