Reflexions et pratiques relatives à la variation topolectale en terminologie

Autores

  • Annie Galarneau
  • Robert Vézina

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2317-9511.tradterm.2008.46455

Palavras-chave:

Terminologia francófona, variação topolectal, marca topolectal, variação lexical geográfica, terminologia multilíngüe.

Resumo

A variação lexical, seja temporal, social ou geográfica, preocupa cada vez mais os terminólogos e lexicógrafos interessados pelas línguas consideradas de grande difusão. Sabemos que o registro dialetal permite identificar, tanto nos dicionários de língua geral quanto nas obras de caráter terminológico, o uso particular de uma unidade lexical segundo diferentes eixos de variação. Esse artigo trata da variação lexical geográfica ou variação topolectal e, de maneira mais precisa, das práticas terminológicas na língua francesa. Por meio de um breve resumo histórico sobre o uso desse fenômeno, apresentamos os diferentes tipos de registrostopolectais utilizados nas obras terminológicas francófonas e multilíngües. O exame desse contexto específico nos conduz também à formulação de algumas observações sobre a maneira de apresentar os termos de línguas diferentes numa obra multilíngüe.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Annie Galarneau

Annie Galarneau et Robert Vézina sont tous deux terminologues à l'Office québécois de la langue française, Québec (Canada).

Robert Vézina

Annie Galarneau et Robert Vézina sont tous deux terminologues à l'Office québécois de la langue française, Québec (Canada).

Publicado

2008-04-18

Como Citar

Galarneau, A., & Vézina, R. (2008). Reflexions et pratiques relatives à la variation topolectale en terminologie. Tradterm, 14, 193-220. https://doi.org/10.11606/issn.2317-9511.tradterm.2008.46455

Edição

Seção

Artigos