Um painel sobre as obras de Jack Kerouac traduzidas no Brasil na década de 1980

Autores

  • Marco Antônio Margarido Costa Universidade de São Paulo - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas.

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2317-9511.tradterm.2006.46742

Palavras-chave:

Jack Kerouac, Geração beat, Fortuna crítica, intertextualidade, tradução, resenha.

Resumo

O objetivo do presente texto é analisar uma seleta da fortuna crítica de obras de Jack Kerouac (1922-1969) traduzidas no Brasil, na década de 1980. A saber: On the road: pé na estrada, Os subterrâneos, Viajante solitário, O livro dos sonhos e Big Sur. Resultado da pesquisa em fontes primárias, esta análise faz parte da nossa dissertação de mestrado, que, além de fornecer e analisar essa seleta, buscou mostrar o primeiro momento da recepção da obra de Jack Kerouac no Brasil, reconstituir a polêmica gerada acerca das publicações dos textos beat no Brasil e revelar alguns escritores brasileiros que foram influenciados pelos artistas da beat generation, movimento literário norte-americano ocorrido nos anos 1950, ao qual Jack Kerouac pertenceu. O presente artigo mostra, a partir de algumas críticas – ou da relação entre elas –, como Kerouac foi visto no Brasil via tradução, fornecendo assim um painel sobre sua recepção, avaliando o tratamento que lhe foi dado e reconstituindo uma visão do espaço que ocupou na imprensa brasileira.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marco Antônio Margarido Costa, Universidade de São Paulo - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas.

Doutorando em Estudos Lingüísticos e Literários em Inglês da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo.

Downloads

Publicado

2006-12-18

Como Citar

Costa, M. A. M. (2006). Um painel sobre as obras de Jack Kerouac traduzidas no Brasil na década de 1980. Tradterm, 12, 247-267. https://doi.org/10.11606/issn.2317-9511.tradterm.2006.46742

Edição

Seção

Tradução