O sentido e o som: três teorias da tradução de poesia em diálogo

Autores

  • Beatriz Cabral Bastos Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2317-9511.tradterm.2012.47351

Palavras-chave:

Teoria da tradução, poesia, materialidade, Henri Meschonnic, Haroldo de Campos, Paulo Henriques Britto.

Resumo

Neste artigo são apresentadas e colocadas em diálogo as teorias da tradução de poesia de Henri Meschonnic, Haroldo de Campos e Paulo Henriques Britto. Embora bastante diferentes entre si, são teorias que parecem de algum modo responder à tarefa colocada por Susan Sontag em seu famoso ensaio de 1964, “Contra a interpretação”. A nossa aposta é a de que corpo a corpo do trabalho de tradução conduz a uma atenção especial não apenas ao sentido do poema, mas a tudo que diz respeito a sua materialidade, a sua forma. Além de aprofundar e trazer exemplos dos trabalhos desses três teóricos, demonstra-se como a teoria sobre a tradução de poesia pode ser um interessante espaço de reflexão não apenas para os tradutores, mas também, de modo amplo, para os teóricos da linguagem e da literatura. Ao reunir estes teóricos, pretende-se também contribuir para um mapeamento das teorias de tradução de poesia, dentro do campo mais amplo dos Estudos da Tradução.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Beatriz Cabral Bastos, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

Doutoranda do Programa de Pós-gradução em Literatura, Cultura e Contemporaneidade da PUC-Rio.

É bacharel e licenciada em Português e Literaturas Correspondentes (PUC-Rio 2003), mestre em Letras (PUC-Rio, 2010) e, atualmente, doutoranda do programa “Literatura, Cultura e Contemporaneidade” (Letras, PUC-Rio). Através da tradução dos poetas Adília Lopes e Frank O’Hara, sua pesquisa procura refletir sobre aspectos teóricos e práticos da tradução de poesia. Publicou os livros de poesia Pandora – fósforos de segurança (Azougue, 2003) e Da ilha (Editacuja, 2009), e os artigos “Poesia e tradução: sobre ‘presença’” (Revista de Letras, UNESP, 2009) e “Hilda Hilst: dois poemas, duas versões” (Tradução em Revista, 2009).

 

Downloads

Publicado

2012-06-18

Como Citar

Bastos, B. C. (2012). O sentido e o som: três teorias da tradução de poesia em diálogo. Tradterm, 19, 164-187. https://doi.org/10.11606/issn.2317-9511.tradterm.2012.47351

Edição

Seção

Artigos