A terminologia empregada aos criminosos e/ou infratores pela polícia civil do Rio Grande do Sul

Autores

  • Maria Izabel Plath da Costa

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2317-9511.tradterm.2012.47354

Palavras-chave:

Polícia Judiciária, terminologia jurídico-policial, mapas conceituais.

Resumo

A Polícia Civil, ou Polícia Judiciária, tem como atividade precípua a persecução penal, ancorando a ação que, em tese, culmina no processo que gera a sentença. Para a instrução penal, essa polícia registra as suas diligências através de textos especializados, compostos por termos técnicos específicos dessa área especializada, cujos documentos compõem os procedimentos que são instaurados para apurar o fato que foi registrado pelo cidadão. Em virtude de insurgir da esfera jurídica, os termos empregados pela Polícia Judiciária são termos jurídico-policiais. Entretanto, em virtude da estigmatização da atividade-fimesses termos não são contemplados nos dicionários jurídicos. Os especialistas que utilizam a gama terminológica jurídico-policial escolhem dada unidade terminológica com base no empirismo, sendo que essas escolhas cognitivas asseguram a aplicabilidade da lei penal.O presente estudo descreve o trabalho da Polícia Judiciária, os procedimentos que são instaurados para a aplicabilidade da lei penal e as unidades terminológicas (UTs) empregadas aos partícipes nesses procedimentos. através da representação dessas UTs em mapas conceituais do tipo hierárquico, foi possível constatar que as UTs que designam a pessoa que comete o crime, ou a infração, mantêm uma relação hierárquica entre si.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Izabel Plath da Costa

Mestra em Estudos Linguisticos do Léxico pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Mestra e doutoranda em Letras no Programa de Pós-Graduação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Inspetora e docente na Polícia Civil do Estado do Rio Grande do Sul. Interesse na linguagem jurídico-policial.

Principais publicações: A diversidade terminológica dos partícipes nos procedimentos da Polícia Civil do Rio Grande do Sul: Cadernos do IL. n. 40. A textualidade no Termo de Declaração de inquéritos policiais  de homicídio sem autoria conhecida: Cadernos do IL. n. 40. Proposta parcial de organização e análise da terminologia da polícia civil: os modus operandi furto chuca, furto descuido, furto mão grande e furto punga. Debate Terminológico. n. 06.

Downloads

Publicado

2012-06-18

Como Citar

Costa, M. I. P. da. (2012). A terminologia empregada aos criminosos e/ou infratores pela polícia civil do Rio Grande do Sul. Tradterm, 19, 248-264. https://doi.org/10.11606/issn.2317-9511.tradterm.2012.47354

Edição

Seção

Artigos