A Tradução dos marcadores culturais extra-lingüístico: Jorge Amado traduzido

Autores

  • Regina Helena Machado Aquino Corrêa Universidade Estadual de Londrina.

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2317-9511.tradterm.2003.49081

Palavras-chave:

Jorge Amado, tradução cultural, modalidades tradutórias.

Resumo

Este é um estudo contrastivo de termos culturalmente marcados presentes nos  romances Dona Flor e Seus Dois Maridos, Tenda dos Milagres e Tereza Batista Cansada de Guerra, de Jorge Amado. O intuito é verificar, na direção português-inglês, o distanciamento/proximidade tradutórios, com base no modelo proposto por Vinay e Darbelnet (1960) e a sua reformulação por Aubert (1998) de forma a mensurar o grau de dificuldade tradutória de romances com enfoque regional e a demonstrar a dificuldade de dissociação do binômio língua-cultura. As várias tentativas tradutórias de um mesmo termo foram registradas por meio de um acompanhamento linear de alguns termos nos três romances.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2003-12-18

Como Citar

Corrêa, R. H. M. A. (2003). A Tradução dos marcadores culturais extra-lingüístico: Jorge Amado traduzido. Tradterm, 9, 93-137. https://doi.org/10.11606/issn.2317-9511.tradterm.2003.49081

Edição

Seção

Procedimentos de Tradução