Refrações Na Bidirecionalidade Tradutória Inglês <-> Português

Autores

  • Sônia T. Gehring Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2317-9511.tradterm.2003.49082

Palavras-chave:

Modalidades de tradução, retroversão.

Resumo

O presente trabalho é parte integrante de uma linha de pesquisa de maior abrangência que busca contribuir para o estabelecimento de uma tipologia da tradução interlingual. Na presente pesquisa empreende-se um estudo comparativo sobre produtos acabados, buscando verificar a relevância ou não da direção tradutória no processo tradutório. Com tal propósito foram organizados dois córpus, ambos compostos de textos da área das Ciências Humanas (sociologia, política, antropologia, filosofia, psicologia, história), perfazendo um total de 6400 itens lexicais, aleatoriamente selecionados. Em um dos córpus, os textos fonte são de língua inglesa (britânica e estadunidense), com traduções publicadas para o português; no outro córpus, de português brasileiro, com traduções publicadas para o inglês. Como método do presente trabalho adotou-se o modelo proposto por Vinay & Darbelnet (1958, 1977) e a reformulação do referido modelo realizada por Aubert (1984, 1997).  Os dados obtidos na análise do córpus da presente pesquisa permitiram verificar a relevância da direção tradutória como fator condicionador da distribuição das modalidades de tradução e, por extensão, a não viabilidade da retroversão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2003-12-18

Como Citar

Gehring, S. T. (2003). Refrações Na Bidirecionalidade Tradutória Inglês <-> Português. Tradterm, 9, 139-149. https://doi.org/10.11606/issn.2317-9511.tradterm.2003.49082

Edição

Seção

Procedimentos de Tradução