Sobre a capacidade de análise lingüística e literária como componentes da competência do tradutor

Autores

  • Heloísa Pezza Cintrão Universidade de São Paulo - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas.

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2317-9511.tradterm.2005.49678

Palavras-chave:

Competência tradutória, competência leitora, conhecimento declarativo, tomada de decisão em tradução.

Resumo

A discussão de dois problemas de tradução do espanhol ao português servirão de base para refletir sobre como e por que uma formação que favoreça a capacidade de análise lingüística e literária pareceria ter contribuições importantes a dar para compor a competência leitora de um tradutor profissional e, portanto, pareceria ser parte desejável da formação profissional do tradutor. Os passos e os critérios que auxiliariam na resolução dos problemas analisados parecem indicar que a formação específica do letrado pode ser decisiva para a resolução de problemas e a tomada de decisões na tradução, por fornecer parâmetros altamente relevantes para garantir maior qualidade e adequação do produto final. O primeiro caso analisado é a busca de correspondências para a palavra espanhola "grana" entre os sistemas lingüísticos do espanhol e do português, no contexto de um dicionário bilíngüe de uso, incluindo a tradução do exemplo de uso apresentado no dicionário. Para pensar esse primeiro problema, lançaremos mão de considerações de Mounin (1963/1971) sobre os recortes de campos léxicos em diferentes idiomas e a interpretação dos motivos das diferentes distribuições no campo léxico das cores em diferentes línguas. O tipo de informação lingüística representada no trabalho de Mounin seria decisivo para as escolhas de equivalência lexical nesse primeiro caso analisado. O segundo caso coloca a questão do estabelecimento de parâmetros para se chegar a uma tradução adequada de alguns fragmentos de um conto infantil da escritora argentina María Elena Walsh, a partir de características de sua estruturação textual, de diretrizes de análise literária e das noções de função poética e de dominante propostas por Jakobson.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Heloísa Pezza Cintrão, Universidade de São Paulo - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas.

Doutoranda em Língua Espanhola, Universidade de São Paulo.

Downloads

Publicado

2005-04-18

Como Citar

Cintrão, H. P. (2005). Sobre a capacidade de análise lingüística e literária como componentes da competência do tradutor. Tradterm, 11, 71-106. https://doi.org/10.11606/issn.2317-9511.tradterm.2005.49678

Edição

Seção

Tradução