Uma investigação baseada em corpus sobre padrões de estilo de um tradutor literário relacionados ao conectivo that/zero e a formas fixas e semi-fixas, observados em Discovering the World

Autores

  • Diva Cardoso de Camargo Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita Filho" – São José do Rio Preto.

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2317-9511.tradterm.2005.49680

Palavras-chave:

Tradução literária, Estudo de tradução baseado em corpus, Estilo do tradutor, Giovanni Pontier, Literatura brasileira traduzida, Clarice Lispector.

Resumo

Este estudo tem por tema o estilo de um tradutor literário, relacionado ao uso individual de padrões recorrentes de comportamento lingüístico. Considerando que a definição de estilo não chegou a um consenso mesmo para as disciplinas da crítica literária e da estilística, adotou-se a noção proposta por Baker (2000: 246-7), que concebe estilo como uma espécie de impressão digital, que fica expressa no texto traduzido por uma variedade de características lingüísticas. A fim de investigar o estilo do tradutor literário Giovanni Pontiero, compilei para o corpus principal a tradução Discovering the World feita por esse profissional, e para o corpus de referência o respectivo original A Descoberta do Mundo, de Clarice Lispector. Em contraste com o modo tradicional de examinar se o estilo do autor foi adequadamente transposto na tradução, este estudo teve por objetivo identificar, no corpus de tradução, o uso de um estilo distintivo da parte de Pontiero, evidenciado por padrões recorrentes e preferenciais, envolvendo estruturas do verbo de elocução SAY. O trabalho foi desenvolvido semi-automaticamente, por meio de uma combinação de análise computadorizada, utilizando os programas WordSmith Tools e Multiconcord, e análise manual. A observação de padrões de estilo individuais, recorrentes e preferenciais revela escolhas estilísticas, feitas consciente ou inconscientemente por Pontiero, referentes ao uso de padrões com as formas de SAY envolvendo tanto o conectivo opcional that/zero como expressões fixas e semi-fixas, todos esses padrões com freqüências mais altas do que em relação ao respectivo texto original.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Diva Cardoso de Camargo, Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita Filho" – São José do Rio Preto.

Departamento de Letras Modernas da UNESP/SJRP.

Downloads

Publicado

2005-04-18

Como Citar

Camargo, D. C. de. (2005). Uma investigação baseada em corpus sobre padrões de estilo de um tradutor literário relacionados ao conectivo that/zero e a formas fixas e semi-fixas, observados em Discovering the World. Tradterm, 11, 107-131. https://doi.org/10.11606/issn.2317-9511.tradterm.2005.49680

Edição

Seção

Tradução