Os enigmas do amor: recepção e tradução dos sonetos de Shakespeare na ponte Inglaterra-Brasil

Autores

  • Gisele Dionísio da Silva Universidade Federal de Goiás.

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2317-9511.tradterm.2005.49685

Palavras-chave:

Tradução de poesia, recepção, soneto, William Shakespeare, soneto 144.

Resumo

Este artigo enfoca os Sonetos do poeta e dramaturgo inglês William Shakespeare, obra lírica que têm suscitado curiosidade e polêmica de público e de crítica desde sua publicação primeira em 1609, em virtude das diversas controvérsias que norteiam sua temática. Buscamos averiguar como tais controvérsias moldaram a recepção pública da obra na Inglaterra e, em especial, no Brasil, onde a iniciativa dos tradutores em vertê-la para a língua portuguesa e o interesse da crítica local ocorreram um tanto tímida e tardiamente, se comparada às obras dramatúrgicas do bardo inglês. Portanto, com vistas a exemplificar como tradutores brasileiros lidam com tais controvérsias, será apresentada uma breve análise comparativa do Soneto 144 e de quatro releituras em língua portuguesa ([1957]; 1969; [1970]; 1994).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2005-04-18

Como Citar

Silva, G. D. da. (2005). Os enigmas do amor: recepção e tradução dos sonetos de Shakespeare na ponte Inglaterra-Brasil. Tradterm, 11, 167-187. https://doi.org/10.11606/issn.2317-9511.tradterm.2005.49685

Edição

Seção

Tradução