Futebol, povo e poder

uma análise de Garrincha, alegria do povo e Isto é Pelé a partir de seus contextos históricos de produção

Autores

  • Bruno Navarini Rosa Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho"
  • José Carlos Marques Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho"

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1982-677X.rum.2020.159671

Palavras-chave:

Garrincha, Pelé, Futebol brasileiro, Política, Cinema brasileiro

Resumo

Este estudo analisa os documentários Garrincha, alegria do povo (1963), de Joaquim Pedro de Andrade, e Isto é Pelé (1974), de Eduardo Escorel e Luiz Carlos Barreto, com intuito de identificar, tanto no contexto histórico quanto na estrutura das obras, questões que façam referência à relação entre futebol, povo e poder. Os elementos identificados na análise apontaram marcas características da época de produção dos filmes, cujas mensagens transmitidas ao público resultaram, apesar da abordagem sobre dois ídolos do mesmo esporte, em visões opostas no que diz respeito a apoio e resistência aos governos do período.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bruno Navarini Rosa, Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho"

Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação da Universidade Estadual Paulista (FAAC – Unesp) e graduado em Comunicação Social (Habilitação em Jornalismo) pela mesma instituição.

José Carlos Marques, Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho"

Doutor em Ciências da Comunicação pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA – USP) e Docente do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação da Universidade Estadual Paulista (FAAC – Unesp).

Referências

AMERICO, M. Quem ganha com tudo isso? Subterrâneos do futebol: um filme de Maurice Capovilla. In: MARQUES, J. C.; TURTELLI, S. R. (org.). Futebol, cinema & cia: ensaios. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2011. p. 113-119.

CARVALHO, M. S. Cinema novo brasileiro. In: MASCARELLO, F. (org.). História do cinema mundial. Campinas: Papirus, 2006. p. 289-309.

DAMATTA, R. et al. Universo do futebol: esporte e sociedade brasileira. Rio de Janeiro: Pinakotheke, 1982.

DAMATTA, R. Antropologia do óbvio: notas em torno do significado social do futebol brasileiro. Revista USP, São Paulo, n. 22, p. 10-17, 1994.

DEBORD, G. A sociedade do espetáculo: comentários sobre a sociedade do espetáculo. Rio de Janeiro: Contraponto, 1997.

GARRINCHA, alegria do povo. Direção: Joaquim Pedro de Andrade. Produção: Armando Nogueira e Luiz Carlos Barreto. Rio de Janeiro: Herbert Richers, 1962. 1 vídeo (61 min). Disponível em: https://youtu.be/1N7JEWA18Ls. Acesso em: 27 maio 2019.

GOMES, P. E. S. Cinema: trajetória no subdesenvolvimento. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

HOLANDA, K. Documentário brasileiro contemporâneo e a micro-história. Devires: cinema e humanidade, Belo Horizonte, v. 1, n. 2, p. 86-101, 2004.

HUIZINGA, J. Homo ludens. São Paulo: Perspectiva, 1996.

ISTO é Pelé. Direção: Luiz Carlos Barreto e Eduardo Escorel. Produção: Luiz Carlos Barreto e Carlos Niemeyer. Rio de Janeiro: Globo, 1974. 1 vídeo (70 min). Disponível em: https://youtu.be/gsVEk_8iXV4. Acesso em: 15 abr. 2019.

MUNIZ, S. Cinema direto: anotações. Mirante das Artes, São Paulo, n. 1, p. 44, 1967.

ORICCHIO, L. Z. Fome de bola: cinema e futebol no Brasil. São Paulo: Imprensa Oficial, 2006.

PRADO, D. A. Tempo (e espaço) no futebol. Revista USP, São Paulo, n. 2, 1989.

RUBIO, K. O atleta e o mito do herói: o imaginário esportivo contemporâneo. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2001.

SANT’ANA, L. C. R. Adeus à viralatice: o filme isto é Pelé (1974), o futebol e a ditadura. In: SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA, 37., 2013, Natal. Anais […]. Natal: Anpuh, 2013. p. 1-13.

SILVA NETO, A. L. Dicionário de filmes brasileiros. São Paulo: Futuro Mundo, 2002.

WISNIK, José Miguel. Veneno remédio: o futebol e o Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 2008.

Downloads

Publicado

2020-07-16

Como Citar

ROSA, B. N.; MARQUES, J. C. Futebol, povo e poder: uma análise de Garrincha, alegria do povo e Isto é Pelé a partir de seus contextos históricos de produção. RuMoRes, [S. l.], v. 14, n. 27, p. 75-97, 2020. DOI: 10.11606/issn.1982-677X.rum.2020.159671. Disponível em: https://www.periodicos.usp.br/Rumores/article/view/159671. Acesso em: 25 out. 2020.

Edição

Seção

Dossiê