História, memória e ficção: o centenário da imigração japonesa no Brasil celebrado em histórias em quadrinhos

  • Elydio dos Santos Neto Universidade Federal da Paraíba - UFPB
  • Zeila de Brito Fabri Demartini Centro de Estudos Rurais e Urbanos - CERU
Palavras-chave: Histórias em quadrinhos, Imigração japonesa, Mangás, Recursos pedagógicos

Resumo

Este trabalho analisa duas publicações de Histórias em Quadrinhos editadas no Brasil com a finalidade de celebrar o centenário da Imigração Japonesa em nosso país. O objetivo é mostrar que as histórias em quadrinhos podem oferecer uma contribuição significativa não apenas ao movimento permanente de formação de leitores, mas também ao processo de constituição cidadã na perspectiva do diálogo entre culturas diferentes, no caso as culturas brasileira e japonesa. Para tanto, traça um esboço histórico da imigração japonesa no Brasil, evidenciando, à luz das ciências sociais, os principais momentos deste processo e os resultados manifestos socialmente a partir do encontro das duas culturas. Em seguida mostra como as histórias em quadrinhos, até pouco tempo atrás tidas como perniciosas aos processos educativos, se constituem numa interessante linguagem imagética que se faz nas fronteiras da arte, da comunicação e da educação. Com essa base, realizou–se uma análise das duas histórias em quadrinhos selecionadas, ambas publicadas em 2008. A primeira: “BANZAI! História da imigração japonesa no Brasil em Mangá”, de autoria de Francisco Noriuyki Sato e Julio Shimamoto. A segunda: “FRONT – Especial 1 – Centenário da Imigração Japonesa”, com a participação de um grande grupo de autores, roteiristas e desenhistas. A análise é feita na perspectiva da história cultural e dos recursos da linguagem dos quadrinhos, evidenciando as narrativas sequenciais que tomaram por base os registros históricos, a memória e a ficção. Conclui–se apontando que os quadrinhos produzidos são importantes artefatos culturais que, por sua riqueza imagética e informacional, prestam–se, como recurso pedagógico a: 1. registrar e destacar a imigração japonesa no contexto da reconstrução da história do Brasil; 2. contribuir para o processo de formação de cidadãos para dialogar considerando as diversidades na construção de uma sociedade com maior capacidade de criar solidariedade e beleza.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elydio dos Santos Neto, Universidade Federal da Paraíba - UFPB

Professor Adjunto da Universidade Federal da Paraíba (UFPB)

Zeila de Brito Fabri Demartini, Centro de Estudos Rurais e Urbanos - CERU

Diretora de pesquisa do Centro de Estudos Rurais e Urbanos (CERU/USP), professoracolaboradora
da Faculdade de Educação da UNICAMP e pesquisadora do CNPq.

Publicado
2019-06-05
Como Citar
Santos Neto, E., & Demartini, Z. (2019). História, memória e ficção: o centenário da imigração japonesa no Brasil celebrado em histórias em quadrinhos. Cadernos CERU, 30(1), 272-292. Recuperado de https://www.periodicos.usp.br/ceru/article/view/158712
Seção
Dossiê Migrações